Escolher o vestido ideal nem sempre é uma tarefa fácil e existem noivas que acabam por sofrer um pouco com isso. Tal como se possa imaginar, os vestidos de noiva tem centenas de detalhes diferentes, que vão desde os modelos das saias, aos tipos de decotes, de mangas, dos tecidos escolhidos e também das aplicações. Se ainda não tem nada em mente para o seu vestido dê uma vista de olhos nestas dicas e descubra qual será o seu estilo no dia do seu casamento.

Saias

Tal como referimos anteriormente as saias podem ser de vários tamanhos, modelos e tecidos.

Princesa – Tal como o nome indica, estas saias são volumosas, com a cintura bem marcada. Geralmente são feitas de tule ou de organza, para que consigam ganhar ainda mais volume.

Império –Esta saia não é tão volumosa como a de princesa nem muito justa. Este é um modelo mais fluído que cai de forma natural no corpo da noiva e permite que esta se movimente mais livremente durante o dia.

Evasê – Denominada também de saia em A, este modelo é ajustado na cintura e vai abrindo até ao chão. É um dos modelos de saia mais usuais nas noivas, pois favorece a maior parte dos corpos.

Sereia – Esta dá enfâse ao nome, pois é um modelo que faz lembrar a cauda de uma sereia. Justa até à parte de cima dos joelhos, vai alargando de seguida para que a noiva se consiga movimentar.

Direito – Este é um modelo reto, sem grandes formas que permite às noivas esconderem o que não querem realçar, sem adicionarem muito volume. Ideal para noivas que querem um look mais simples e geralmente são usadas em segundos vestidos.

Midi – Com um corte intermediário, esta saia assenta na medida dos joelhos e pode ter vários formatos, sendo mais justa ou volumosa.

Mullet – Esta saia é mais curta à frente e mais comprida atrás. São usadas maioritariamente em cerimónias realizadas durante o dia.

Curta – Mais arrojadas, estas saias complementam os vestidos noturnos, que muitas vezes são usados durante o copo de água. A noiva terá mais liberdade de movimentos e pode aproveitar a noite toda.

Decotes

Com alças, sem alças, com mangas compridas ou curtas, os vestidos podem ganhar a definição que pretender.

Cai-cai – Sem alças, este é sem dúvida o decote mais usado pelas noivas. Fica elegante com uma saia princesa e também com num modelo sereia.

Coração – Tal como o nome indica, este decote tem o formato de um coração, mas pode ser usado com e sem alças.

Ilusão – Este decote tem como característica dar a ilusão que a noiva tem um decote profundo, quando na verdade não o tem. Composto por um tecido transparente que tem como objetivo ser muito semelhante à pele da noiva.

Decote barco – Ou ombros de fora, este decote tem como particularidade destacar o colo e o pescoço da noiva. É também ideal para noivas que pretendem equilibrar o corpo, ou seja quando a anca é maior que os ombros, esta é uma boa opção para equilibrar toda a silhueta.

Quadrado – Mais clássico, este decote tem como objetivo compor o peito e por isso, é ideal para noivas que tem o peito grande.

Em V – Tal como o nome indica, este decote tem o formato de um V e geralmente a ponta fica perto do peito. Existe também outras variantes deste decote, como é o caso do V mais profundo que pode ultrapassar a zona do peito e em alguns casos, chegar ao cimo do umbigo.

Costas abertas – Neste modelo dá-se destaque às costas da noiva, sendo que estas ficam completamente em aberto. Este tipo de decotes pode conter alças ou não.

Mangas

Embora estas não seja muito atuais, as mangas são ainda um fator muito importante para algumas noivas.

Comprida – Podem ser feitas de vários tecidos, sendo os mais usuais os tecidos leves ou até mesmo transparentes compostos por bordados e aplicações.

3/4 – Situam-se um pouco abaixo do cotovelo e tem como objetivo substituir a manga comprida e permitir às noivas ter um ar um pouco mais leve.

Sino – Esta manga é mais justa no braço e vai abrindo até ao final deste, como se se tratasse de um sino. Geralmente estas mangas são feitas em tecidos leves e finos.

Curta – Para noivas que tem os braços mais grossos, a manga curta pode ser uma ótima opção. Com um comprimento a chegar até ao cotovelo, pode ajustá-la ou torna-la mais larga, a escolha é sua!

Tecidos

Tal como existem mil variantes de vestidos de noiva, também existe alguma variedade nos tecidos que os compõe, dê uma vista de olhos.

Seda – Um tecido suave, que pode ser usado em vários vestidos de noiva dando preferência aos mais simples e elegantes.

Cetim – Com um brilho mais intenso o cetim é usado em vários modelos de vestidos, desde os mais justos aos mais rodados.

Chifon – Bastante leve e fluido, este tecido é perfeito para criar camadas e deixar os vestidos bastante fluidos.

Crepe – Ideal para vestidos fluidos, este tecido tem a particularidade de não ser transparente mas no entanto bastante leve.

Tule – Ideal para os vestidos de princesa, o tule é ótimo para criar textura e muito volume.

Organza – Parecida com o tule, esta é composta por um tecido fino que também permite dar volume e é muitas vezes usado para criar sobreposições.

Tafetá – Ideal para vestidos de noite, este tecido é sobretudo usado nos vestidos das damas de honor ou até mesmo das meninas das alianças.

Renda – Elegante e bastante tradicional, a renda é um dos tecidos preferidos das noivas. Além de funcionar perfeitamente e vestidos justos, fica igualmente bem em vestidos com mais volume.

Agora que já tem uma ideia sobre os aspetos mais importantes que existem para definir o seu vestido de noiva, é altura de definir o seu e preparar-se para o grande dia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.