Segundo um inquérito realizado pelo site de encontros, o Dia de São Valentim é uma data propensa não só ao romance, como também às fantasias.

Em casal ou de forma individual, descubra as 6 dicas do SecondLove.pt para aquecer neste dia.

1. Encontrar o parceiro de aventuras perfeito

Este é um passo determinante para que o mercúrio suba alguns graus. A inscrição em sites de encontros pode facilitar, uma vez que a igualdade de circunstâncias é um dado adquirido. À partida, os participantes também estarão à procura de novidades e abertos a novas experiências, ou seja, a desculpa perfeita para tirar as fantasias sexuais do armário.

Um olhar mais atento sobre comportamentos sexuais dá conta de que a entrada de um novo parceiro na vida traduz-se, por norma, numa atitude mais desinibida, numa postura menos tímida na cama, em desempenhos mais satisfatórios e num inexplicável – ou não tão inexplicável assim – maior à-vontade em expressar e colocar em prática os seus mais secretos desejos.

casal
créditos: Cristian Newman/SecondLove.pt

2. Role-play – Vestir uma personagem

Não é preciso ser-se fã de BD para perceber o potencial de uma boa máscara. No universo sexual chama-se role-play a todo o tipo de disfarce que leve a criar uma personagem ou história estimulante para os envolvidos.

É a forma que os adultos encontram para ‘brincar’ aos médicos, ou a outras profissões, onde a relação aluno/professor também é um clássico.

3. Brinquedos sexuais

À semelhança da dica anteriormente descrita, também um amante ou um segundo amor seja o suficiente para fazer desaparecer constrangimentos e tabus associados à utilização de brinquedos sexuais.

Estes pequenos pormenores podem ser o ingrediente em falta para apimentar uma relação.

4. Aventure-se a três

Uma fantasia tradicionalmente associada aos homens, mas que cada vez mais mulheres também confessam sentir-se atraídas.

Esta dica já exige um certo grau de desinibição, pelo que muitos utilizadores do SecondLove admitem ser mais fácil com estranhos, visto que estão livres de vergonhas ou opressões.

5. Sexo alternativo

Esta dica permite personalizar cirurgicamente a temperatura do quarto, elegendo, de entre um vastíssimo leque de possibilidades, algumas atividades tidas como alternativas. Falamos do universo kink que abarca quase todas as preferências sexuais, no contexto claro de sexo adulto e consensual.

A curiosidade por novas posições sexuais, swing ou práticas BDSM (Bondage, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo), onde encaixam inúmeros fetiches e que podem ser entendidas como sexo excêntrico ou fora da caixa, introduzem o fator proibido e aumentam a excitação.

Quando praticadas em segurança, entre amantes fiáveis, em quem se deposita total confiança, e recorrendo a códigos de segurança, são libertadoras, escape de tensões e stress e potenciam a autoestima.

mulher
créditos: SecondLove.pt

6. Liberte-se de "espartilhos" a pouco e pouco

Conhecer os limites e comunicá-los é o ponto de partida. Experiência a experiência, a coragem acabará por ir um pouco mais além. No entanto, é importante estar ciente que o sexo não é igual para todos, nem é vivido sempre da mesma forma pela mesma pessoa.

Manter a mente aberta é a melhor estratégia para que se permita explorar o próprio corpo e o do parceiro. Ser franco em relação ao que se gosta ou não, bem como não julgar ou criticar o que dá prazer ao parceiro é a chave para se libertar de muitos espartilhos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.