Um estudo realizado nos Estados Unidos sugere que os adolescentes que ouvem músicas com conteúdo sexual depreciativo têm uma vida sexual mais activa, divulga a BBC.
Os investigadores da Universidade de Pittsburgh entrevistaram 711 jovens dos 13 aos 18 anos de idade sobre as respectivas vidas sexuais e hábitos musicais.
Concluiu o estudo que os jovens que ouviam músicas com versos sobre sexo explícito e agressivo, durante cerca de 17h por semana, tinham o dobro das hipóteses de ter relações sexuais do que aqueles que ouviam músicas apenas 2,7h no mesmo período.
O coordenador da pesquisa, Brian Primack, disse no entanto que, apesar de a pesquisa ter encontrado uma ligação entre música e sexo, «é difícil afirmar que as canções sobre sexo contribuem directamente para que os jovens façam sexo mais cedo».
O estudo foi divulgado na no "American Journal of Preventative Medicine".
27 de Fevereiro de 2009
Veja ainda: Jovens divulgam comportamentos de risco no MySpace
“Copos – quem decide és tu”
Jovens alertados para os malefícios do álcool e drogas
Pequeno Guia da Sexualidade Masculina
Pequeno Guia da Sexualidade Feminina

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.