Em comunicado, a Editorial Presença, que chancela a obra, afirma que a tradução de “Catherine Certitude” (título original) é de Álvaro Manuel Machado, escritor português que viveu exilado em Paris de 1967 a 1976, doutorado em Literatura Comparada pela Universidade Sorbonne.

Segundo a mesma fonte, o livro, que conta com ilustrações deJean-Jacques Sempé, narra a história de Catherine, que usa óculos, tal como o pai, e que gostaria de se tornar bailarina, como a mãe, que vive em Nova Iorque.

“E porque tem de tirar os óculos para dançar, Catherine descobre a vantagem de poder viver em dois mundos diferentes: o mundo real, assim como ela o vê quando tem os óculos postos, e um mundo pleno de doçura, vago e suave, quando os tira. Um mundo onde dança como num sonho”, lê-se no comunicado da editora portuguesa.

“Com ‘A História de Catherine’, Modiano faz-nos mergulhar no universo terno de uma menina de nome estranho, cuja infância é passada no bairro da Gare du Nord, em Paris, durante os anos 1960”, acrescenta a Editorial Presença.

Do Nobel da Literatura 2015, saiu este mês o romance “As Avenidas Periféricas”, com a chancela da Porto Editora, até agora inédito em Portugal.

“As Avenidas Periféricas” receberam o Grande Prémio de Romance da Academia Francesa. A ação da obra decorre numa aldeia junto de Fontainebleau, na altura da ocupação alemã, durante a II Guerra Mundial.

A Porto Editora anunciou, entretanto, que irá lançar em janeiro próximo, uma nova edição de “Dora Bruder” e, “no primeiro semestre de 2015”, os títulos “L’herbe des nuits” e “Pour que tu ne te perdes pas dans le quartier” (títulos originais editados pelas Éditions Gallimard).

Também este mês, as Publicações D. Quixote reeditaram, de Modiano, “Domingos de Agosto”.

"A rua das lojas escuras" (Relógio d'Água), "Dora Bruder" e "No Café da Juventude Perdida" (Edições Asa) e “O Horizonte” (Porto Editora) são outras obras de Modiano já editadas em Portugal.

Patrick Modiano, de 69 anos, nasceu nos arredores de Paris e publicou o primeiro romance aos 23 anos. Uma década depois, recebeu o Prémio Goncourt, o prémio literário mais prestigiado de França, depois de já ter recebido, em 1972, o prémio da Academia Francesa.

No próximo dia 10 de dezembro, na capital sueca, o escritor recebe, das mãos do rei Carlos Gustavo, o galardão, numa cerimónia no Stockholm Concert Hall, seguida de um banquete na câmara municipal.

Patrick Modiano é o 15.º escritor francês a receber o Prémio Nobel da Literatura.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.