A esmagadora maioria dos homens e das mulheres que traem o parceiro atribui aos filhos a decisão de manter a relação conjugal. São cerca de 94% os pais e mães que tiveram um caso extraconjugal e dizem que os filhos são a principal razão para não terminarem o casamento. Foi esta a principal conclusão de uma pesquisa realizada pelo site de encontros Victoria Milan – um dos mais populares da Europa – que envolveu 9.856 utilizadores de 11 países.

O estudo, divulgado pelo jornal ABC, diz que a maioria dos pais e mães infiéis não ousam sair de casa por acreditarem que os filhos não aceitariam essa decisão. 89% dos inquiridos afirmou claramente que não se divorcia com medo da reação das crianças.

Sigurd Vedal, fundador e responsável máximo da Victoria Milan, vê nestes resultados a prova inegável de que os pais sacrificam a sua felicidade pelo bem-estar dos filhos. “A pesquisa não deixa margem para dúvidas: alguns casais são completamente infelizes no casamento. No entanto, mantêm-se juntos em nome da estabilidade dos filhos”. O mesmo empresário referiu ao ABC que “o divórcio divide as famílias e pode ser um trauma ou causar problemas no futuro das crianças. Por isso, é perfeitamente compreensível que os casais façam o que podem para continuar juntos.”

Curiosidades sobre estes pais infiéis:

  • Cerca de 75% dos pais com perfil no Victoria Milan confessam que “ter um caso” faz com que se sintam mais felizes e, nesse sentido, ajuda-os a manter o casamento.
  • Mais de 70% dos entrevistados admite que a infidelidade foi a forma encontrada para evitarem o divórcio.
  • Dos cerca de 76% de utilizadores com filhos, 28% tem apenas uma criança, 49% entre duas e três e 23% mais de três filhos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.