A iniciativa contou com a participação, no decorrer do anterior ano letivo, de 350 crianças, 25 professores e 20 avós e contribuiu para “reduzir o estigma associado às pessoas idosas” através do seu envolvimento na comunidade escolar.

Segundo a coordenadora do projeto, Liliana Ribeiro, a ação decorreu numa escola do concelho de Vila Nova de Gaia, mas o objetivo é disseminá-la por outras escolas do país, contando para isso com o apoio da Fundação EDP e da Área Metropolitana do Porto.

“Trata-se de um projeto social inovador, pioneiro e experimental que conseguiu melhorias significativas na saúde mental e no suporte social de mais de 20 pessoas idosas, a par de uma melhoria significativa na atitude face às pessoas idosas na comunidade escolar”, explicou Liliana Ribeiro.

O projeto-piloto decorreu na escola básica EB1 do Cedro, em Vila Nova de Gaia e consistiu na participação dos idosos nas atividades de enriquecimento curriculares (AEC).

Segundo a responsável, o projeto “A+ Avós na Escola” nasceu num ‘Bootcamp’ em Empreendedorismo Social e teve como base “um problema importante e negligenciado: o estigma associado ao envelhecimento e o desperdício do conhecimento acumulado pelas pessoas idosas”.

“A solução desenhada foi muito simples, envolver pessoas idosas nas atividades da comunidade escolar promovendo, simultaneamente, o convívio e a aprendizagem intergeracional”, acrescentou.

A ação desenvolvida na EB1 do Cedro em Vila Nova de Gaia teve a duração de um ano letivo e envolveu mais de 20 pessoas idosas, 350 alunos e 25 professores.

“Os resultados foram surpreendentes: 49% das crianças, 55% dos professores e 80% dos avós melhoraram as atitudes face às pessoas idosas e os avós melhoraram de forma significativa a sua satisfação com o suporte social e saúde mental”, sublinhou a coordenadora da iniciativa.

Segundo a responsável, “o projeto conseguiu ter um impacto significativo na sustentabilidade da comunidade escolar (através de recursos abundantes como conhecimento de pessoas seniores), na valorização do papel das pessoas idosas e na transmissão de conhecimentos (rentabilizando conhecimento que poderia vir a ser desperdiçado), bem como na construção de mais e melhores relações pelos alunos”..

Na próxima quarta-feira será apresentada, na Fundação EDP, no Porto, a fase de disseminação do Projeto A+ através do KIT A+ que é o instrumento que levará este projeto a todas as escolas do país.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.