Em português o nome do projeto lê-se "Escola para Todos" e em causa está, divulgou hoje a câmara da Maia, o acesso a conteúdos, ensino à distância e atividades "a 100% da comunidade estudante dos sete agrupamentos de escolas do concelho".

A iniciativa inclui iniciativas de suporte ao ano letivo para 7.000 alunos e crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico, bem como do Pré-escolar.

O 'Maia School4all' consiste na criação de um banco de empréstimo de 'tablets', dispositivos eletrónicos móveis com conectividade à Internet durante três meses e de uma linha verde de suporte à utilização dos equipamentos.

Soma-se, conforme se lê no relatório da autarquia sobre o projeto, "a disponibilização de novas atividades lúdicas e pedagógicas transversais à utilização e participação conjunta de alunos e alunas, docentes, pais, mães e encarregados de educação".

"Este esforço da autarquia permite que os jovens maiatos tenham todas as condições para continuarem o seu percurso educativo a partir de casa. Nesta, como em todas as outras frentes, a Câmara da Maia tem sido rápida, assertiva e imaginativa no apoio a toda a comunidade", refere o presidente da autarquia, António Silva Tiago, referindo-se aos desafios associados aos planos de contingência devido ao novo coronavírus num concelho que, de acordo com o relatório epidemiológico de hoje da Direção-Geral da Saúde, regista 742 casos de infeção.

Dentro do 'Maia School4all' destaca-se a plataforma 'Participa+' que inclui conteúdos como a "Atividades em Família" e o "Testa o Teu Conhecimento", espécie de jogos baseados nas disciplinas de Matemática ou Estudo do Meio.

Acrescem atividades lúdicas no âmbito da Educação Física, Música, Dança ou Escrita, sendo que cabe às personagens Bia e Kiko "levar" as crianças do Pré-escolar por "uma viagem de exploração pelo mundo".

Para levar a cabo este projeto, a autarquia conta com a parceria dos agrupamentos de escolas da Maia, bem como e da FAPEMAIA - Federação das Associações de Pais do Concelho da Maia.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 178.500 mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 583 mil doentes foram considerados curados.

Portugal regista 785 mortos associados à covid-19 em 21.982 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da DGS sobre a pandemia.

O país cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o decreto presidencial que prolongou a medida até 02 de maio prevê a possibilidade de uma "abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.