Aquela polícia identificou e deteve o suspeito, de 43 anos, que também era bombeiro neste concelho do distrito de Bragança e foi detido, em 2019, por ter ateado, no verão desse ano, sete incêndios florestais, processo pelo qual está a ainda a ser julgado.

Os factos de que agora é suspeito ocorreram entre os anos de 2017 e 2018, segundo informação divulgada pela PJ em comunicado, no interior de um estabelecimento escolar, onde o detido trabalhava naquela ocasião.

De acordo com aquela Polícia, as vítimas são três crianças que atualmente têm 15 anos e frequentavam a escola, na altura dos factos.

O detido já se encontra no tribunal de Mogadouro, onde vai ser presente a juiz para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação, segundo adiantou à Lusa fonte judicial.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.