A procura pela Labioplastia (uma cirurgia plástica que consiste na remoção de pele dos lábios vaginais) nos Estados Unidos já levou o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas a emitirem orientações aos médicos, com o objetivo de educarem a suas pacientes quanto a este tipo de operação e a sugerirem alternativas à cirurgia.

De acordo com a Sociedade Americana para a cirurgia estética, 400 raparigas com idades entre os 18, e inferior a 18 anos, fizeram uma labioplastia o ano passado, o que representa um aumento de 80 por cento em relação a 2014.

O procedimento tem sido até então mais comum em mulheres adultas e mulheres que já deram à luz. Porque se deve agora esta tendência nas adolescentes?

A explicação parece estar nas hormonas e na puberdade, que hoje em dia sofrem uma transformação mais rápida, aproximando-se cada vez mais cedo de um adulto. A maioria das adolescentes requerem este tipo de cirurgia por questões estéticas. Ao verem o seu corpo transformar-se, questionam-se se será normal.

Especialistas aconselham os médicos a avaliarem a maturidade física e emocional da paciente antes do encaminhamento cirúrgico. Além de que, os médicos devem esperar que o desenvolvimento e crescimento do corpo da adolescente esteja completo.

Este tipo de cirurgia pode diminuir a sensação sexual, provocar dormência ou dor, e uma cicatriz de longa duração.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.