Há mulheres que conseguem perceber rapidamente que estão grávidas, no entanto existem outras para as quais a gravidez pode passar completamente despercebida durante várias semanas. Saber o mais cedo possível se está grávida ou não é essencial, pois permite à mulher que inicie a sua preparação pré-natal, tomando medidas como o controle da glicose no sangue, o tratamento de infecções ou alterações na dieta. O normal é que os primeiros sintomas se façam sentir três semanas após a fecundação. É importante que tenha atenção aos sintomas, pois não são iguais para todas as mulheres e podem variar de intensidade, duração e frequência.

Aumento e dor dos seios - É normal que durante a gravidez os seios estejam mais sensíveis e inchados. O aumento dos seios pode acontecer logo na primeira e segunda semanas de gestação e acontece porque as alterações hormonais provocam a estimulação das glândulas mamárias, que começam a preparar previamente o corpo para o período de amamentação.

Náuseas e vómitos - Embora existam mulheres que sintam náuseas e vómitos logo na 4º e 5º semana de gestação, o mais frequente é que estes apenas se façam sentir entre a 6º e a 12º semana. Estes sintomas são normais no primeiro trimestre de gravidez e tendem a desaparecer no segundo. No caso destes sintomas serem demasiado intensos e não lhe permitirem alimentarem-se normalmente, é importante procurar ajuda médica.

Vontade frequente de urinar - O aumento da vontade de urinar é um sintoma precoce, sentido por quase 100% das mulheres e que dura até ao final da gravidez. Este acontece por motivos diferentes ao longo da gestação, enquanto nas primeiras semanas acontece porque a capacidade da barriga se esvaziar completamente diminui devido ao relaxamento das hormonas, no final da gravidez, acontece porque o feto está grande e começa a comprimir a bexiga, reduzindo assim a capacidade de armazenamento.

Tonturas - Durante a gravidez as hormonas provocam alterações no organismo da mulher, como é o caso da anemia, da redução dos níveis de açúcar no sangue, ou do aumento da frequência respiratória, o que pode provocar tonturas. Numa fase mais avançada da gravidez, a mulher deve ter em atenção à forma como se deita, pois devido ao elevado tamanho do útero, este pode comprimir a veia cava e começar a reduzir o sangue que vai para o coração.

Corrimento vaginal - O corrimento vaginal é um sintoma normal, que se costuma intensificar no segundo e terceiro trimestres da gravidez. Para algumas mulheres este corrimento pode ser mais volumoso, mas no entanto é importante que não tente interrompe-lo com o uso de tampões, pois isso pode originar infeções ginecológicas e perigosas para o bebé.

Dor de cabeça - A dor de cabeça é um sintoma que acontece em algumas grávidas devido às alterações hormonais, como é o caso do fluxo sanguíneo cerebral, do stress e do cansaço. A dor costuma surgir nas primeiras semanas de gravidez.

Acne - Devido à alteração de hormonas que se faz sentir durante este período, é normal que a mulher desenvolva acne ou, no caso de já ter, que este se agrave. O acne na gravidez pode mesmo surgir a qualquer altura.

Perda de sangue - Nas primeiras semanas de gravidez as perdas de sangue são ligeiras, não são um problema, mas sim um sinal de que o seu organismo se está a adaptar. No entanto, se estas continuarem a partir dos três meses pode significar que se passa algo e por isso deve aconselhar-se com o seu médico.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.