Independentemente de qual seja a situação financeira dos pais, nada melhor que começar a ensinar o seu filho a ser contido já desde pequenino, até porque não se sabe o dia de amanhã. Assim, vai contribuir para que ele se torne um adulto poupado e sem dívidas, acabando por ter uma vida financeira estável.

Saiba que utilizar pequenos truques vai desenvolver no seu filho o desejo de gastar o dinheiro apenas no que realmente necessita e este hábito vai fazer toda a diferença. Experimente e repare que vai acabar por contagiar toda a família! Ensinar as crianças a lidar com dinheiro desde cedo é um dos segredos para que sejam adultos responsáveis.

Todas as lições que lhes possa ensinar enquanto eles são pequenos vai ficar-lhes para sempre na memória e será usado futuramente. O ideal é abordar o assunto a partir dos três anos de idade porque é nessa altura que a criança começa a demonstrar os seus próprios desejos. Nesta fase ela conseguirá compreender que existem limitações no consumo. Enquanto são pequenas, as crianças devem aprender sobre o processo de troca de dinheiro por produtos. Dê-lhes exemplos práticos e repare como é fácil ensiná-los!

Comece cedo

O momento ideal para começar a educar os seus filhos financeiramente é entre os três e os quatro anos, porque é a idade em que as crianças começam a imitar os adultos. O facto de eles quererem ser iguais aos pais faz com que tentem repetir tudo o que fazem portanto, comece por mostrar-lhes que ter um mealheiro é algo aliciante e que pode ser de grande valia.

Dê o exemplo

A verdade é que o mais importante é a atitude dos próprios pais. Se lhes der um bom exemplo eles vão ter em atenção e começarão a imitá-lo. Controle as suas finanças e acabará por lhe transmitir bons valores.

Bom comportamento por moedas

Se costuma dar moedas sempre que o seu filho se porta bem saiba que isso é um erro, visto que o bom comportamento na vida não garante que vá ganhar dinheiro. E, embora seja com boa intenção, isso não o vai ajudar. Mostre-lhe a importância de ganhar justamente o seu próprio dinheiro.

Estimule a poupança

Não dê ao seu filho apenas o que ele necessita para aquele determinado tempo, o ideal é fazer com que sobre ainda algum dinheiro. Determine o valor que lhe dá na mesada ou semanada seguindo esta regra, pois é importante pensar no poder de economia que a criança precisa de desenvolver.

Deixe a criança participar em escolhas financeiras

Para que eles entendam da melhor forma o valor do dinheiro, deixe que eles escolham a atividade que vão realizar no fim de semana, por exemplo. É importante orientar as escolhas e os argumentos das próprias crianças quando estas desenvolvem a sua relação com o dinheiro.

Explique a origem do dinheiro

Explique no que trabalha e as finanças da família, mas sempre de uma forma clara e simples. Para que eles entendam que não podem fazer uma birra por tudo e por nada sempre que desejam algo. Nem sempre resulta, mas é uma técnica que com o tempo será compreendida.

Cumpra as regras

Não seja exageradamente flexível nas regras que estabeleceu. Por vezes a falta de paciência, a vontade em agradar, o cansaço e até a culpa por estarem sempre ausentes, leva os pais a mimarem constantemente os filhos. Sem dúvida que não é uma boa prática nem para si nem para eles. A crianças necessitam de ter limites e pequenas regras.

Ensine-os a poupar para obter objetivos financeiros

Ensine o valor das coisas, se eles não valorizarem da forma mais correta, o melhor é explicar que se eles forem mais poupados será possível conseguirem ter aquele brinquedo que tanto desejam. Isto fará com que sejam mais contidos na hora de pedir.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.