Harry e Meghan Markle não falam com William e Kate Middleton desde 2019. Quem o garante é o especialista em realeza, Omid Scobie, no seu novo livro - 'Endgame: Inside the Royal Family and the Monarchy’s Fight for Survival'.

O silêncio começou em 2019, quando os duques de Sussex anunciaram que deixariam de trabalhar a tempo inteiro para a realeza, passando desde então a viver uma vida independente.

O 'Megxit' (nome pelo qual o afastamento do casal da realeza ficou conhecido, numa junção de Brexit com Meghan) aconteceu em 2020, quando Harry e Meghan foram viver para o Canadá e, meses depois, se instalaram definitivamente na Califórnia, Estados Unidos.

O autor garante que o silêncio entre William e Kate em relação a Meghan permaneceu mesmo nas ocasiões em que estes se reencontraram, como foi o caso da caminhada que fizeram a 10 de setembro do ano passado, dois dias após a morte da rainha Isabel II.

Scobie escreve que antes da caminhada o ambiente durante a deslocação de carro foi desconfortável. "O silêncio era palpável", sublinha no livro.

O autor refere ainda que a caminhada foi organizada pelo secretário privado dos príncipes de Gales, Lee Thompson, para "manter as aparências".

Leia Também: Harry e Meghan Markle decidem dar 'passo atrás' e mudam de estratégia

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.