Os reis Guilherme e Máxima da Holanda estiveram no centro de uma polémica depois de embarcarem rumo à Grécia para uns dias de descanso, contrariando as recomendações do governo holandês, que desaconselhou as viagens internacionais numa altura em que o número de vítimas afetadas pela covid-19 tende a aumentar.

Com isto, os monarcas decidiram ouvir as reações do povo holandês e rapidamente fizeram as malas para o regresso a casa. Consigo veio também a filha mais nova, Ariane, mas as primogénitas apenas voltaram três dias depois.

Aparentemente, este 'atraso' aconteceu porque não haviam voos de última hora suficientes para todos. Mas esta justificação não agradou os holandeses.

Amalia, herdeira à Coroa, e a irmã Alexia, estão a ser alvo de críticas por não terem acompanhado os pais e, de certa forma, terem prolongado as tão criticadas férias.

Vale recordar que a família viajou no passado dia 16, sendo que os reis e a filha mais nova regressaram à Holanda logo no dia seguinte. Já Amalia e Alexia aterraram nos Países Baixos na noite desta terça-feira, dia 21.

Leia Também: Reis da Holanda abandonam férias na Grécia depois de duras críticas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.