‘A Margem do Tempo’ é a peça que protagoniza ao lado da neta, Lídia Muñoz, que estreou a 20 de abril e esteve até domingo, dia 25, no Auditório Municipal Eunice Muñoz, de Oeiras.

Um momento único que marcou a conversa de Eunice Muñoz com José Alberto Carvalho, entrevista que foi transmitida este domingo, no ‘Jornal das 8’, da TVI.

“Sempre amei os meus maridos, sempre amei os meus filhos, e sempre amei o teatro. Alimenta-me. Toda a vida, estranhamente, o teatro deu-me sempre segurança. Um sentimento muito estranho porque a profissão faz medo em tudo”, disse durante a conversa com o jornalista.

Uma entrevista que levou ainda Eunice Muñoz a falar sobre os novos talentos. “Fico muito satisfeita quando encontro grandes talentos, que existem no teatro”, afirmou, não deixando também de lamentar: “Na televisão gostaria que existissem mais, que fossem escolhidos atores que fizeram o seu curso, o superior, e verifico às vezes, tristemente, que são escolhidos quem não têm nada disso”.

A reação do público e os aplausos recebidos ao final de cada peça de teatro foram outros dos temas destacados, com Eunice a falar da “comunicação com o público”. “É como se ele falasse comigo”, explicou.

“[O aplauso] é a resposta de um ator àquilo que trabalhou. É uma alegria muito profunda e uma felicidade. São 80 anos muito felizes. […] São 80 anos de gratidão”, acrescentou.

Depois de se despedir do palco do Auditório Municipal Eunice Muñoz, a Eunice e a neta vão agora levar a peça a várias cidades do país.

Leia Também: "Eunice Muñoz despede-se dos palcos num generoso ato de amor pela neta"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.