Os desentendimentos entre Kim Kardashian e Taylor Swift já são antigos. Tudo começou em 2009, quando a cantora conquistou o prémio de Melhor Videoclipe nos VMA e Kanye West - então marido da Kardashian - protestou, dizendo que quem merecia a distinção era Beyoncé.

Apesar de ter havido uma breve reconciliação, em 2016 a polémica veio novamente à tona quando o rapper lançou 'Famous', música com várias partes dirigidas a Taylor.

Segundo Kanye, a cantora não só tinha conhecimento dos versos, como teria concordado com eles. De maneira a provar isto, à época Kim divulgou o vídeo de um telefonema com Taylor, no qual esta aparentava concordar com o sucedido, embora que com relutância.

Em entrevista à revista Time - uma vez que foi eleita Personalidade do Ano - a artista lembrou a polémica e do quanto sofreu à época.

"Não há dúvidas - a minha carreira foi-me roubada", atira, notando que tentaram destruir a sua reputação.

"Tens um excerto do momento completamente fabricado, numa gravação de chamada ilegal que a Kim Kardashian editou e depois divulgou para dizer a toda a gente que eu era mentirosa", sublinha.

"Isso deitou-me abaixo psicologicamente. Levou-me para um lugar onde nunca tinha estado antes. Mudei-me para outro país. Não saí de uma casa arrendada durante um ano. Tinha medo de atender chamadas. Afastei a maior parte das pessoas da minha vida porque não confiava em ninguém. Fui-me realmente abaixo", sublinha.

A vida começou a regressar ao normal quando no ano seguinte lançou um novo álbum - 'Reputation' - que teve um enorme sucesso.

Leia Também: Taylor Swift eleita a Personalidade do Ano pela revista Time

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.