Tânia Ribas de Oliveira usou as redes sociais para prestar uma merecida homenagem a Júlio, dos Trio Odemira, que morreu apenas cinco dias depois da partida do irmão, Carlos.

"A memória que tenho do meu avô na marquise inclui um rádio cinzento com cassetes, onde rodava vezes sem conta a música do seu Trio de eleição: o Trio Odemira", recorda a comunicadora.

"Muitos anos mais tarde, tive a oportunidade de conhecer e entrevistar várias vezes os Trio Odemira. Contava-lhes esta e tantas outras histórias da minha infância, onde eles surgiam sempre como banda sonora. Pedia-lhes se me podiam cantar à capela o 'anel de noivado' e chorava sempre. Pela generosidade deles, por aquelas vozes tão bonitas e pelas memórias tão doces que me traziam. E o meu avô, emocionado, a assistir na televisão", revela, enternecida.

"O Carlos partiu na semana passada, dia 11, aos 80 anos. Ontem, apenas cinco dias depois, partiu o irmão Júlio, aos 85. Fica o meu abraço para o Mingo e a certeza de que saberei sempre ouvir Trio Odemira com o coração enternecido de saudade. Nunca os esquecerei. Que descansem em paz", completa.

Leia Também: Após despedir-se de Carlos Costa, Jorge Gabriel de luto por Júlio

Leia Também: Morreu o músico Júlio Costa, do Trio Odemira

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.