Irina Shayk, que surge mais ousada que nunca na capa da “FHM” sul-africana, revela numa entrevista à revista masculina que a sua adolescência não foi nada fácil e que foi vítima de “bullying”.

“Os rapazes nunca gostaram de mim. Gozavam comigo por ter a pele escura e por ser alta e muito magra”, confessa a namorada de Cristiano Ronaldo.

Com a sua carreira de modelo no auge, Irina confessa que nunca havia pensado que este podia vir a ser o seu futuro. “Nunca pensei na carreira de modelo e foi uma surpresa quando ganhei o concurso e me tornei Miss Chelyabinsk”, diz a beldade.

Numa entrevista muito intimista, a namorada de Ronaldo revela ainda o que a atrai no sexo oposto: “Gosto de homens naturais, sem artifícios. Ser natural é a coisa mais atraente do mundo…”

A modelo russa revela ainda que adora ler: “Sou apaixonada por Haruk Murakami e Fyodor Dostoevsky. Gosto de romances históricos e de livros sobre animais. Adoro música clássica, mas também de hip-hop e R&B”.

A viver praticamente a tempo inteiro nos EUA, Irina confessa que aprecia imenso a forma de ser dos americanos. “As pessoas na América são muito emocionais. Na Rússia as pessoas são um pouco frias, mas talvez tenha a ver com os nossos invernos…”, diz ela, logo acrescentando: “Mas as mulheres russas são quentes. Não se consegue apagar o fogo de uma russa, mesmo que ela esteja na Antártida…”

Entre na nossa galeria e veja algumas fotos de Irina na “FHM”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.