Ele estava no auge da carreira e ela tinha acabado de se lançar como cantora mas, em 1986, na Queen Party, a animada festa que juntou dezenas de celebridades no The Gardens, em Londres, Freddie Mercury não teve problemas em subir ao palco com Samantha Fox, a modelo de topless que, uns meses antes, tinha trocado as produções fotográficas ousadas pelos estúdios de gravação para gravar "Touch me (I want your body)".

A empatia entre os dois foi imediata. "Foi uma festa de loucos. Aquele espaço estava repleto de mulheres nuas pintada de verde", recordaria mais tarde, em entrevista, a intérprete de êxitos globais como "Nothing's gonna stop me now" e "Naughty girls (need love too)", que chegaria ao topo da tabela de singles mais vendidos nos EUA, em 1988. Os Duran Duran, os Spandau Ballet e os Pet Shop Boys também lá estavam.

Lembra-se de Samantha Fox?
Lembra-se de Samantha Fox?
Ver artigo

A dada altura, o vocalista dos Queen chama-a ao palco e perguntou-lhe se conhecia "Johnny B. Goode", um dos êxitos do rocker americano Chuck Berry. "Eu respondi-lhe que sim e cantámos juntos", revelou mais tarde. Frankie Goes To Hollywood e Gary Glitter, que estavam na audiência, foram dos muitos que assistiram à performance, que Samantha Fox recordou ontem numa publicação emotiva que fez nas redes sociais. "Os Queen davam as melhores festas", assegura a cantora, que idolatrava Freddie Mercury desde criança.

Ainda assim, apesar da longa-metragem de Bryan Singer "Bohemian rhapsody", sobre o cantor, ter estreado no Reino Unido a 24 de outubro de 2018, só ontem é que a cantora inglesa que fez furor na década de 1980 a conseguiu ir ver ao cinema. "Acho que este filme me vai deixar um bocado emocional. Recordo-o com carinho", justificou Samantha Fox, que anos mais tarde assumiria a homossexualidade, aos seguidores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.