A rainha Isabel II realizou, este sábado, o habitual discurso de Páscoa, no qual aproveitou para deixar uma mensagem de esperança ao povo britânico, que, ao longo das últimas semanas, tem vindo a batalhar a pandemia do novo coronavírus.

Usando como imagem a vela, a monarca reconheceu que as festividades serão, este ano, "diferentes" face às circunstância que se vivem em todo o mundo, mas apelou à esperança num futuro melhor melhor.

"Este ano, a Páscoa será diferente para muitos de nós, mas mantendo-nos distanciados mantemos outros seguros. Mas a Páscoa não está cancelada. Na verdade, precisamos da Páscoa mais do que nunca", começou por dizer.

"A descoberta do Cristo ressuscitado no primeiro dia de Páscoa deu aos seus seguidores nova esperança e propósito, e podemos levar isso no coração. Sabemos que o coronavírus não nos vai superar", acrescentou.

Eis a mensagem da rainha de Inglaterra:

"Muitas religiões têm festivais nos quais celebram a luz que supera as trevas. Tais ocasiões são, muitas vezes, acompanhadas pelo acendimento de velas. Elas parecem ter significado para todas as culturas e apelar às pessoas de todas as fés, e de nenhuma. São acendidas em bolos de aniversário e para assinalar aniversários familiares, quando nos juntamos, felizes, em torno de uma fonte de luz. Une-nos.

À medida que as trevas descem no sábado antes do dia de Páscoa, muitos cristãos acenderiam, normalmente, velas juntos. Na igreja, uma luz transportar-se-ia para outra, propagando-se lentamente e depois mais rapidamente quantas vais velas fossem acendidas. É uma forma de mostrar como as boas notícias da ressurreição de Cristo foram passadas da primeira Páscoa por todas as gerações até agora. Este ano, a Páscoa será diferente para muitos de nós, mas mantendo-nos distanciados mantemos outros seguros. Mas a Páscoa não está cancelada. Na verdade, precisamos da Páscoa mais do que nunca.

A descoberta do Cristo ressuscitado no primeiro dia de Páscoa deu aos seus seguidores nova esperança e propósito, e podemos levar isso no coração. Sabemos que o coronavírus não nos vai superar. Por muito tenebrosa que a morte possa ser, particularmente para aqueles que sofrem com o luto, a luz e a vida são maiores. Que a chama viva da esperança da Páscoa seja um guia seguro enquanto miramos o futuro. Desejo a todos, de todas as fés e denominações, uma santa Páscoa".

Leia Também: Quase 10 mil mortos no Reino Unido: 917 nas últimas 24 horas

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.