Plácido Domingo, de 79 anos, vive uma das fases mais difíceis da sua carreira. No passado mês de agosto, o conhecido artista viu-se envolvido num escândalo, depois de 20 mulheres o terem acusado - em declarações à agência Associated Press (AP) - de assédio sexual.

"Têm sido meses muito difíceis, tens de continuar a tua vida como podes, mas sabendo que tanto as acusações de assédio como as de abuso de poder ainda não foram proferidas", disse em entrevista ao jornal espanhol El País.

Questionado como é que as versões de 20 mulheres diferentes, que vivem em lugares distintos, poderiam coincidir umas com as outras, Plácio afirmou:

"Hoje é muito fácil apanhar alguém com quem não simpatizas e espalhar calúnias. 'Se tens alguma coisa contra esta pessoa, comunica-nos'. E assim surge uma trama distorcida", justificou.

Na mesma conversa, o entrevistado disse que nunca esteve em contacto com as mulheres que o acusam. "Nunca ataquei uma mulher, nunca me sobrepus, não vai de encontro à minha educação nem à minha maneira de ser. Muito menos abusei do meu poder em teatro. Tomamos as decisões das contratações em equipa", garantiu.

Plácido fez saber que a sua família tornou-se ainda mais unida com tudo o que se está passar, não querendo desenvolver muito o assunto. Para além disso, e apesar do cancelamento de alguns espetáculos, espera continuar a cantar, sendo que já tem concertos marcados para os Estados Unidos e Espanha.

"Estou forte, mais forte que nunca. Sobretudo porque percebes como tudo pode mudar em pouco tempo e isso exige um entusiasmo, um amor pelo que fazes. (...) O público continua a reagir de maneira extraordinária e, enquanto isso acontecer, continuarei calmo e seguro", completou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.