Jamie Spears, o pai de Britney Spears, fez uma petição esta terça-feira, 7 de setembro, para deixar de ficar responsável pela gestão do património (e da vida) da cantora, adianta o Page Six.

No documento é notado que Jamie, de 69 anos, levou a cabo a sua decisão repentina - uma vez que assumiu a tutela há 13 anos - devido aos "eventos recentes relacionados com a tutela", sobretudo os do verão, onde a artista veio a público denunciar que não tinha liberdade para tomar as suas próprias decisões.

Este também referiu que as "circunstâncias mudaram tão drasticamente que as bases para o estabelecimento de uma tutela podem já não existir".

"A Sra. Spears disse a este tribunal que quer voltar a controlar a sua vida sem a segurança de uma tutela", lê-se no pedido, onde se reconhece que a artista pretende fazer as suas próprias escolhas sem quaisquer constrangimentos.

O documento será agora analisado pelo Supremo de Los Angeles e se reunir as condições necessárias, aprovado.

Reagindo à novidade, o advogado de Britney Spears, Mathew Rosengart, disse que a petição é "uma enorme vitória legal" para a estrela e sua cliente. Este ainda garante que as investigações em relação à gestão do património financeiro feito pelo progenitor ao longo da última década irão continuar.

Leia Também: Britney Spears diz que pai está a tentar extorquir 2 milhões de dólares

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.