Liliana Campos experienciou na madrugada desta terça-feira os efeitos das mais recentes medidas implantadas pelo governo português para travar o contágio da Covid-19, nomeadamente as que se referem ao recolher obrigatório entre as 23h00 e as 05h00.

Terminado o programa 'Passadeira Vermelha', da SIC Caras, que sai do ar já depois da meia-noite, a apresentadora foi mandada parar pela polícia no seu regresso a casa. Algo que, apesar de atrasar a sua chegada, em nada a incomodou.

"E por falar em ir para casa tarde, deixem-me dizer-vos que ontem quando sai do 'Passadeira', quase à uma da manhã, fui mandada parar pelas forças de segurança, que estão a fazer cumprir o recolher obrigatório. É agradável?! Não, não é. Quero chegar o mais rápido possível, como todos, claro. É de repente, fila... vai ser assim todos os dias, nas próximas duas semanas, e sabem uma coisa??? Acho muito bem", declara a apresentadora, que quis ao manifestar publicamente a sua opinião homenagear as forças de segurança que ajudam a que as medidas sejam cumpridas.

"Fica aqui a minha homenagem a todas as forças de segurança que estão a trabalhar durante todo o dia, e neste caso toda a noite, para fazer cumprir o que nos foi pedido. A TODOS!!! Reforço: A TODOS! Porque só assim, TODOS, JUNTOS, vamos conseguir", termina, deixando claro o seu apelo a todos os cidadãos.

Leia Também: "Não sou contra as medidas, sou contra vários sectores morrerem à fome"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.