Nuno Markl e Ana Galvão foram convidados de Manuel Luís Goucha na manhã desta quinta-feira, dia 1, para falarem do podcast que lançaram em conjunto, 'Ex-Files', no qual abordam temas relacionados com o divórcio.

Separados desde 2016, homenagearam a relação de amizade que prevaleceu com um projeto que pode inspirar outros casais que enfrentem situações idênticas. Querem "mostrar sentido de humor e não fazer disto uma tragédia", explicou Markl.

"O amor que nos une não morreu. O amor enquanto casamento, sim, acabou [...] Mas não queremos incentivar ninguém a separar-se", ressalvou a locutora.

Questionados sobre como se aperceberam que a união estava 'condenada', Ana Galvão recordou que foi um processo "gradual". "Começamos a fazer planos e não incluímos a outra pessoa", acrescentou.

No entanto, o momento em que decidiram o término "foi pacífico", ainda que marcado por "lágrimas em comunhão", disse Nuno Markl.

Os radialistas são pais de Pedro, que na altura do divórcio tinha sete anos. Ana contou que dar-lhe a notícia "foi o mais difícil", mas o menino acabou por não enfrentar grande sofrimento. "Montei uma casa antes de lhe dizer. Houve um misto de tristeza com o estímulo de uma coisa nova", afirmou, acrescentando que o ex-casal manteve várias rotinas, como almoçar e jantar juntos.

Atualmente com a vida amorosa refeita ao lado de outros companheiros, frisam que o carinho que os une será sempre uma prioridade. "Temos uma relação muito bonita, adoro este homem", rematou a locutora.

Leia Também: "Acho que o Nuno Markl devia ser canonizado ou ganhar o Nobel da Paz"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.