Bárbara Guimarães foi protagonista do programa 'Júlia' desta terça-feira, 6 de outubro, dia em que a SIC completa 28 anos. A apresentadora falou sem filtros os temas que mais marcantes da sua vida e que a colocaram no centro de um "turbilhão" de polémicas, como o tumultuoso divórcio de Manuel Maria Carrilho.

"De repente, a intimidade de uma família é devassada sem dó nem piedade", começou por dizer.

Foi em outubro de 2013 que Bárbara Guimarães e o ex-ministro da Cultura iniciaram um dos processos de divórcio mais polémicos e conturbados da esfera mediática, marcado por acusações de violência doméstica, difamação, ofensa à integridade física e ameaças.

Do casamento, nasceram Dinis, de 16 anos, e Carlota, de nove. A apresentadora lamentou que os filhos tenham sido arrastados nesta guerra. Contudo, confessou que os atritos entre o ex-casal não são um tema recorrente em casa.

"Nem sequer falo do assunto. Se eles quiserem, falam, mas é raríssimo fazerem perguntas. Já basta o que podem ouvir na escola. Cresceram nesse turbilhão. O que me custa mais é saber as repercussões que isto terá quando o meu filho for crescido", lamentou.

"Acho que nunca fiz grandes escolhas amorosas, nunca fui muito assertiva nesse caminho. Mas tenho sempre esperança", disse ainda.

Recordando o tempo em que vivia sob todos os holofotes, Bárbara afirmou que não se pronunciar publicamente sobre o divórcio foi a sua "forma de manter a dignidade".

Leia Também: Bárbara Guimarães declara-se ao seu "amor maior"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.