Nick Carter decidiu tomar medidas legais para proteger-se do irmão, Aaron Carter. Esta terça-feira, Aaron revelou no Twitter que recebeu uma ordem de restrição do ex-cantor dos Backstreet Boys. "Não o vejo há quatro anos. E não pretendo vê-lo", escreveu ainda na rede social.

Perante as palavras do irmão, Nick respondeu através de um comunicado onde explicava: "Depois de uma cuidadosa consideração, a minha irmã Angel e eu lamentamos que fomos obrigados a procurar uma ordem de restrição contra o nosso irmão Aaron".

De seguida, explicou que a sua mulher, que está grávida, foi ameaçada de morte pelo irmão, como relata o E! News.

"À luz do comportamento cada vez mais alarmante do Aaron e a sua recente confissão de que tem pensamentos e intenções de matar a minha mulher grávida e a criança que ainda não nasceu, não tivemos escolha a não ser tomar todas as medidas possíveis para nos proteger, a nós e à nossa família", alega.

Antes de terminar, escreveu: "Nós amamos o nosso irmão e esperamos que ele receba o tratamento adequado de que precisa antes que cometa algum erro e faça algo a si ou a outra pessoa".

No entanto, Aaron diz que as afirmações do irmão não são verdadeiras. "Estou impressionado com as acusações feitas contra mim e não desejo mal a ninguém, principalmente à minha família", disse no Twitter.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.