Mário Carvalho abriu o coração para falar pela primeira vez dos abusos sexuais que sofreu em criança.

O designer de moda e um dos jurados do 'All Together Now' foi convidado no programa 'Dois às 10' desta segunda-feira e foi em conversa com Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos que contou que foi vítima "mais do que uma vez".

Mário tinha na altura 12 anos quando foi abusado e, após a denúncia, foi iniciado um processo em tribunal dois anos depois - uma fase da qual guarda as piores memórias.

"Foi um processo que se fez homofóbico, verdadeiramente traumático para mim e para a minha mãe ao ponto de, numa das entrevistas que dei à inspetora, ao lado da minha mãe, terem-me perguntado: 'Então mas se tu és homossexual foste tu que quiseste que isso acontecesse'? A minha mãe ouviu isto, eu ouvi isto, tinha 14 anos...", relatou.

Sem ficar por aqui, Mário Carvalho contou que nove anos depois dos abusos desenvolveu outros problemas, nomeadamente de saúde mental, com os quais terá de lidar o resto da vida. "Há coisas com as quais vou ter de viver para o resto da vida. Aos 21 anos diagnosticaram-me stress pós-traumático, depois patologia de pânico, depois dor crónica. Vivo com dores todos os dias por causa disto, a minha memória sobre este assunto é diária", confessou.

Depois de dar voz ao seu testemunho, adiantou ainda que colabora com a associação Quebrar o Silêncio, que ajuda vítimas de abusos sexuais a nível psicológico e a proceder judicialmente contra os agressores.

Leia Também: Sofia Arruda quebra silêncio após declarações polémicas: "Não é uma moda"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.