Defendem a redução dos preços dos combustíveis, uma baixa generalizada dos impostos, políticas de acolhimento de imigrantes mais ambiciosas, o fim dos sem-abrigo nas ruas e um maior apoio ao pequeno comércio e à indústria, impedindo as deslocalizações das fábricas que existem para outros países. Nos últimos dias, o movimento de protesto dos coletes amarelos pôs o centro de Paris, em França, em estado de sítio.

Entre os apoiantes públicos estão celebridades como Patrick Bruel, um dos cantores que mais discos vende no país, assim como Linda de Suza, a cantora portuguesa que trocou um passado de miséria e sofrimento em Portugal por um futuro incerto e desconhecido em França no fim da década de 1960. "[Estou] de todo o coração com vocês", escreveu a intérprete, nascida em Beringel, numa publicação que fez no Facebook.

Os fãs aplaudiram a decisão. "Não esperava outra coisa de si. Sei que é uma mulher corajosa que teve de batalhar muito na vida", escreveu Huguette Dumont"Não estou surpreendida com o seu apoio. Só os que partilham ou que partilharam das reivindicações [deste movimento] é que nos podem compreender", assegura Aimée Aïech. "Muito obrigado pelo seu apoio aos coletes amarelos", agradeceu ainda Evelyne Leclerc.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.