O último projeto lançado por Kim Kardashian foi uma marca de modeladores de corpo denominada Kimono. Na altura, a empresária foi acusada de se aproveitar da cultura japonesa para conseguir ganhar dinheiro, algo a que não ficou indiferente.

Nas redes sociais, a socialite deu o seu parecer sobre o assunto através de um comunicado.

"Tomei a decisão de nomear a minha marca de Kimono, não para dissociar a palavra das suas raízes japonesas, mas como um aceno à beleza e detalhes que existem na roupa", sublinhou.

"Entendo e tenho um profundo respeito pelo significado do quimono na cultura japonesa", completou em declarações ao The New York Times.

O lançamento da coleção está para breve.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.