O rei emérito Juan Carlos I conseguiu obter imunidade no Reino Unido e desta forma evitar um processo por assédio. A decisão, relacionada com uma batalha legal iniciada em 2020, foi tornada pública esta terça-feira, 6 de dezembro.

Corina Larsen, alegada ex-amante do rei emérito de Espanha, diz ser vítima de uma situação de espionagem e perseguição desde 2012.

Corinna processou Juan Carlos I e a CNI em 2020 por "assédio contínuo" após o fim do relacionamento amoroso de ambos, em 2014, tendo como objetivo descredibilizá-la e impedir que falasse publicamente sobre a vida pessoal.

O processo relata ainda que Juan Carlos terá pressionado Corina a devolver-lhe os 65 milhões de euros com os quais a "presenteou" em 2012. A mulher defende-se alegando que o rei emérito lhe deu a fortuna "por gratidão" e não para esconder o dinheiro.

Leia Também: Juan Carlos I de Espanha insiste em imunidade perante justiça inglesa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.