João Paulo Rodrigues não gosta de falar sobre o assunto mas, em entrevista à revista TV Guia, o apresentador de televisão, cantor, humorista e piloto de aviação de 42 anos voltou a abordar a separação de Juliana Marto, mãe das duas filhas, em abril de 2017. "A relação chegou ao fim porque não dava mais enquanto casal", confidencia o rosto masculino de "Hoje é Domingo!", programa que conduz semanalmente, na RTP1, ao lado da radialista e apresentadora de televisão Vera Fernandes.

"Foi uma coisa falada pelos dois e chegámos a essa conclusão... São processos que custam", desabafa o ex-colega de Júlia Pinheiro, um apoio decisivo nos momentos mais difíceis. "Houve alturas em que achava que estava a fazer mal e ela foi, sem dúvida, muito importante nesses passos. Houve dias complicados quando o aperto batia aqui forte", relembra o vencedor da primeira edição do concurso de imitações de cantores famosos "A tua cara não me é estranha", exibido pela TVI.

"Chegava a casa sozinho e senti a falta de aconchegar as minhas filhas, de sentir a energia delas. Doeu um bocadinho", admite João Paulo Rodrigues. "Quando saí de casa, tive o sentimento de culpa, achando que devia lá ter estado mais tempo", confidencia o também ator, que não poupa elogios à ex-mulher. "Era e continua a ser uma das pessoas mais importantes da minha vida", revela. "Eu e a Juliana vamos ter esta união para o resto das nossas vidas", afirma, convicto, o artista nortenho.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.