O advogado João Nabais continua imobilizado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, dez dias depois do acidente de viação que sofreu na A1.

“Não me posso mexer e tenho de estar sossegadíssimo”, diz ele hoje, numa entrevista à “Caras”, em que fala do desastre e do enorme susto que apanhou.

“O carro ficou completamente descontrolado, embati em tudo o que era sítio e uma pessoa tem noção de que só vai parar quando tiver de ser”, disse Nabais, acrescentando que “estar nas mãos do aleatório é estranho e medonho”.

O episódio dramático ocorreu por volta das 23h30 do passado dia 21, ao quilómetro 200 da A1, entre os nós da Mealhada e Coimbra-Norte. Porventura devido à chuva e ao granizo, Nabais acabou por se despistar, tendo ido embater no separador do lado direito. Depois, quando saía da viatura para colocar o triângulo de sinalização, foi atropelado por um Audi A4.

O advogado, de 57 anos, espera recuperar a tempo de poder ir passar o Natal a casa com a família.

No hospital, tem recebido as visitas dos cinco filhos (Tiago, de 33 anos, Sérgio e Diogo de 27, Ana, de 22, e Martim, de 11) e de sua ex-mulher, Paula.

A actual namorada de Nabais, Márcia, uma guarda prisional que reside e trabalha no Algarve, aproveita as folgas para vir até Lisboa visitar o doente. E já se teria manifestado desagradada com as constantes deslocações da “ex” do advogado, Paula Nabais, ao Hospital de Santa Maria.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.