Com os casos de Covid-19 a aumentar de dia para dia, as medidas anunciadas pelo governo são cada vez mais apertadas e afetam alguns sectores, levando a várias manifestações.

No Instagram, Eduardo Madeira decidiu destacar os principais desafios e a crise que esta fase tem provocado.

"Conclusões do Confinamento Parte 30: 1 - Os donos e funcionários de hotéis e restaurantes vão morrer à fome. Parece uma frase de humor nonsense, mas é só a dura realidade, 2 - Os proprietários e funcionários de bares e discotecas, a menos que abram de manhã cedo, vão todos falir. E ninguém vai beber gin e abanar o capacete às 9h da manhã. Acho eu; 3 - Artistas, produtores, técnicos e agentes culturais estão a viver um drama intenso. É não é no palco; 4 - Pequenas e médias empresas, o grosso da economia portuguesa, definham a grande velocidade. Insolvências e desemprego aos magotes, portanto, 5 - Uma vacina para ontem já vinha tarde", começou por escrever.

"Creio que depois da tempestade virá a bonança", acrescentou de seguida, deixando também uma mensagem de esperança neste momento difícil. "O problema é saber em que momento da tempestade estamos", destacou ainda.

Leia Também: Eduardo Madeira compara cabelo de Trump a animal de estimação

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.