Ana Lúcia Matos foi uma das 14 pessoas detidas na passada terça-feira, dia 29 de novembro, no âmbito de uma megaoperação internacional de combate à fraude fiscal, avança o Porto Canal.

A mesma fonte revela que a apresentadora e o marido foram surpreendidos pela Polícia Judiciária (PJ) com um mandado de busca e detenção quando se encontravam na casa de ambos, na margem sul.

A estação conta ainda que os dois já começaram a ser ouvidos hoje, quarta-feira, em primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto.

No total, enquadradas nesta megaoperação, foram feitas cerca de 100 buscas domiciliárias e não domiciliárias, nos concelhos do Porto, Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Braga, Guimarães, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Coimbra, Figueira da Foz, Lisboa, Corroios, Vila Franca de Xira, Sintra e Funchal.

A operação em causa, intitulada 'Operation Admiral' ('Operação Almirante'), resultou ainda na apreensão de "viaturas automóveis e outros bens de luxo, material informático, dinheiro em montante valor superior a dois milhões de euros, bem como documentação diversa relativa à prática dos factos", conta a PJ.

A Procuradoria Europeia explicou também que em causa está "um complexo esquema de fraude ao IVA baseado na venda de bens eletrónicos". Os danos estimados totalizam, atualmente, 2,2 mil milhões de euros.

Ana Lúcia Matos tem no currículo passagens pela TVI, Benfica TV e CMTV. Na estação de Queluz de Baixo, a apresentadora integrou programas como 'Câmara Exclusiva', 'Selfie' e 'Somos Portugal', embora esteja afastada da estação há vários meses.

Leia Também: "Amanhã é feriado!". O meme hilariante de Cláudio Ramos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.