Quase a completar 38 anos, Sofia Ribeiro prepara-se para integrar o elenco da nova novela da TVI, projeto sobre o qual ainda nada se sabe. Antes disso, a atriz regressou ao grande ecrã com o filme de comédia 'Curral de Moinas', que se tornou um sucesso de bilheteiras.

Regressada de umas férias de quase um mês em Bali, na Indonésia, e antes mesmo de assumir os seus próximos desafios, a atriz deu uma entrevista descontraída ao Fama Ao Minuto onde falou, entre outras coisas, sobre o que pretende fazer no futuro a nível profissional e de como se sente sobre o facto de estar prestes a celebrar mais um aniversário.

O filme 'Curral de Moinas' foi um autêntico sucesso. Como foi voltar a trabalhar em cinema?

Foi maravilhoso ter a oportunidade de voltar ao cinema, sobretudo rodeada de gente boa de quem gosto genuinamente, num filme que já é dos mais visto em Portugal. É um grande privilégio. Estou muito agradecia por fazer parte e feliz por, sem pretensões, fazermos as pessoas passarem um bom momento a gargalhar.

Tenho vontade de explorar mais esse lado e gostava de ser considerada para tal

É uma área onde vamos poder vê-la novamente num futuro próximo?

No cinema, espero que sim. Gostava muito de fazer mais cinema e também teatro. Em 15 anos de trabalho como atriz não me tem sobrado muito tempo para conseguir conciliar com a televisão onde "nasci" e onde sou muito feliz, mas gostava de conseguir gerir melhor.

Eu adoro fazer comédia! Fascina-me o tempo de comédia. As pessoas podem achar mais fácil do que, por exemplo, fazer drama, mas é o contrário. Não é por se ser um bom ator que, necessariamente, se consegue fazer bem comédia e isso desafia-me! Tentar entregar o melhor de mim em todas as áreas, consciente de que posso e de que vou falhar muitas vezes e acertar outras tantas… A magia também está aí, gosto do frio na barriga de arriscar.

Depois de 'Cabelo Pantene', gostava de aprender mais sobre a área da apresentação? É um registo que deseja voltar a abraçar?

Gostava sim! Como já disse, penso que ainda tenho muito para aprender nesse sentido e também não seria de esperar outra coisa. Tive as primeiras experiências nesse papel recentemente, mas tenho vontade de explorar mais esse lado e gostava de ser considerada para tal.

A felicidade é muito subjetiva. Está cada vez mais nas pequenas coisas

Outubro está a chegar e com isso chegam também os 38 anos. Como lida com o passar da idade?

Pois é, a dias dos 38! Penso que lido bem. Aliás, nem penso nisso da idade em si. Penso sim em fazer o que está ao meu alcance para me manter saudável física e mentalmente, e acredito que nesse caminho isso transpareça. O resto é deixar a vida acontecer. Mais um ano para mim representa mais vida vivida, não o contrário. Confesso que, na essência, ainda me sinto muito garota e espero continuar assim!

Vive, neste momento, uma fase feliz a nível profissional e pessoal?

E o que é isso de uma fase feliz? A felicidade é, a meu ver, muito subjetiva. Está, para mim, cada vez mais nas pequenas coisas. No luxo que é, por exemplo, criar tempo de qualidade só para mim ou com os que amo. Então sim, tenho momentos de muita felicidade, mas a vida é feita de muitos outros momentos. E não necessariamente os momentos menos felizes querem dizer que estejamos infelizes.

Li uma frase há uns dias que dizia: "Não te resumas a um momento, mas a uma vida inteira de pequenos e grandes acontecimentos. Estamos todos a tropeçar e a aprender também a levantar". Penso que é muito isto.

Leia Também: Sofia Ribeiro no Santuário de Fátima dias antes do aniversário

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.