1. Bob Mackie tinha apenas 22 anos quando conseguiu o trabalho de uma vida: foi contratado pelo designer Jean Louis com quem teve a oportunidade de criar aquele que viria a ser um dos vestidos mais icónicos da história do século XX.

2. Para a festa de aniversário de John F. Kennedy, que teve lugar a 19 de maio de 1962 no Madison Square Garden, Marilyn Monroe encomendou um vestido a Jean Louis, que trabalhava frequentemente com a indústria de Hollywood. "Ela pediu-lhe se podia criar algo verdadeiramente histórico", disse Martin Nolan, diretor executivo da casa de leilões Julien's, sobre a peça. "Ela queria o wow factor, queria mostrar ao mundo o quão incrível estava. Tinha perdido peso recentemente e sentia-se bem."

3. O vestido foi desenhado por Jean Louis que, para a ocasião, se baseou num sketch da autoria de Bob Mackie que trabalhava como seu assistente. "Levaram-no até à Western Costume, fizeram o vestido, a minha amiga Elizabeth Courtney confeccionou o vestido", disse Mackie sobre a famosa peça de vestuário durante uma entrevista à casa de leilões Julien's.

4. O pedido resultou em algo simples mas extremamente revelador: o vestido foi confeccionado em seda soufflé que, posteriormente, foi coberto com 2.500 cristais colocados à mão ao longo de toda a peça. "Essa foi a primeira vez que estive envolvido num vestido desta magnitude", revelou o estilista Bob Mackie.

5. Devido ao efeito translúcido e ao facto de ser da cor da pele, o tecido escolhido para a ocasião dava a ilusão de que a atriz estava despida em público. "A Marilyn estava habituada a estar nua. Ela não se importava com isso e estava incrível", disse o designer.

6. A atriz teve um pequeno percalço com a peça desenhada de propósito para o evento: apresentava um pequeno rasgão na parte traseira que teve de ser remendado. "Quando ela já estava a usar o vestido, tivemos de o ajustar ao seu corpo antes de aparecer em palco. Se olharmos com atenção, vemos o persponto", disse Martin Nolan.

7.  Por ser tão justo e translúcido, a atriz de Hollywood atriz não usou roupa interior.

8. "Nunca vi o vestido acabado. Apenas fiz o sketch e fui para casa ou ao cinema”, disse Bob Mackie, num vídeo da casa de leilões Julien's, sobre a criação encomendada especialmente pela famosa atriz. "Sabia que era para alguma ocasião especial mas não sabia para o que era."

9. Em novembro de 2016 a Julien’s Auctions realizou um leilão onde o icónico vestido foi arrematado por um valor inigualável: 4,5 milhões de euros. Desde então que é propriedade do museu Ripley’s Believe It or Not.

10. O vestido voltou a estar nas bocas do mundo em 2022, ano em que Kim Kardashian o usou na escadaria da gala do Metropolitan Museum of Art (MET). A socialite e empresária revelou que teve de perder sete quilos para poder usar a famosa criação.

11. Quem não ficou muito feliz foi Bob Mackie que, em entrevista à Entertainment Weekly em maio de 2022, referiu que o empréstimo do vestido foi um erro. "Ela era simplesmente fabulosa. Ninguém fotografava daquela maneira. E foi feito para ela. Foi desenhado para ela. Mais ninguém deveria ter sido visto a usar aquele vestido."

12. Foram precisos apenas cerca de 30 segundos para Marilyn Monroe correr mundo e se tornar num dos assuntos mais falados da noite. A forma como cantou os parabéns a John F. Kennedy entrou para a história como um dos momentos mais sensuais de sempre. O evento, que assinalou o 45º aniversário do presidente dos Estados Unidos, foi transmitido na televisão.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.