Na realidade, Copenhaga foi Capital Verde da Europa em 2014 e pretende tornar-se na primeira capital neutra em carbono do mundo até 2025.

Aproveite os voos para Copenhaga da TAP e venha descobrir por si mesmo. Nade nas águas cristalinas no porto da cidade, fique num hotel sustentável, faça refeições orgânicas e passeie de bicicleta pela cidade. Vamos?

Comece por uma estadia ecologicamente confortável

Em Copenhaga há muitas formas de ser um turista ecológico. Encontrar um lugar sustentável para se hospedar é realmente mais fácil do que encontrar um lugar não-sustentável, já que mais de 70% dos quartos de hotel da cidade possuem uma certificação ecológica oficial e mais da metade dos hotéis têm um plano ambiental.

Eis alguns dos hotéis “verdes” da cidade: Crowne Plaza Copenhagen Towers, Brøchner & Arthur Hotels, Scandic Hotels ou Guldsmeden Hotels.

Gastronomia orgânica

Quando comer fora em Copenhaga, há várias opções orgânicas. A nova cozinha nórdica, que se tornou tão popular nos últimos anos, também é uma boa notícia para os ecologicamente conscientes. Com foco em ingredientes sazonais, encontrará muitos restaurantes orgânicos e amigos do ambiente e para todas as bolsas.

No topo da lista está o Geranium - o único restaurante totalmente orgânico do mundo, com três estrelas Michelin. O restaurante está situado no 8º andar em Fælledparken, na zona de Østerbro, de onde pode vislumbrar os telhados de cobre verde da cidade e ver os moinhos de Øresund, enquanto aprecia uma refeição gourmet.

Dentro de uma das grandes atrações da cidade, o Tivoli Gardens, encontra o vegano Gemyse Tivoli. Os seus sabores e as combinações únicas de vegetais fazem deste restaurante uma referência.

Para os mais descontraídos, o Neighbourhood, em Vesterbro, é uma pizzaria e bar de cocktails gourmet, onde tudo é orgânico. As mesas comunitárias são uma excelente oportunidade para fazer amizade com um local. 

Se gosta de italiano, o Ché Fè é a escolha ideal. A poucos passos do Jardim do Rei, o restaurante tem um certificado ecológico. Entre 30% a 60% do menu é orgânico, com produtos importados diretamente dos melhores produtores em Itália.

Mas se ficar num apartamento durante a sua estadia e quiser cozinhar, em Copenhaga orgânico não é sinónimo de luxo. Sabia que os alimentos orgânicos representam 24% da venda total de alimentos nesta cidade, que é a mais alta da Dinamarca?

Em Copenhaga, as bicicletas são uma paixão

Os locais passam muito tempo em cima do selim das suas bicicletas, o meio de transporte preferido dos dinamarqueses. Aqui pedala-se quer haja sol, chuva ou neve!

Andar de bicicleta é rápido, conveniente e, claro, amigo do ambiente. Se é a primeira vez que visita a cidade, pode ficar espantado com a quantidade de bicicletas que vai ver nas ruas, mas depressa se habitua.

E se quer dar umas pedaladas mas ainda não está bem ambientado com a cidade, evite as horas de ponta - de manhã e à tarde - e informe-se sobre as regras de trânsito antes de começar a pedalar.

Muitos dos hotéis disponibilizam o serviço de aluguer de bicicletas e há várias Bike Rentals espalhadas pela capital da Dinamarca. 

Andar de bicicleta tem ainda outra vantagem: pode chegar a locais menos conhecidos que de transporte dificilmente encontraria. Um desses lugares é Kalvebod Fælled, uma vasta área natural nos arredores.

Copenhaga
créditos: Pixabay

Siga este roteiro para visitar os melhores locais na cidade sobre duas rodas

A Cirkelbroen (Circle Bridge) liga as áreas em torno do porto de Copenhaga. Reduza a velocidade quando entrar nesta ponte para apreciar toda a sua envolvente. A ponte liga a área de Christiansbro a Appelbys Plads.

O Parque Superkilen é um espaço aberto urbano em Nørrebro localizado no bairro de Mimersgade. O parque é dividido em três áreas principais: a Red Square, o Black Market e Green Park. Enquanto a Praça Vermelha reflete a vida moderna e urbana com cafés, música e desportos, o Black Market é a praça clássica com fontes e bancos para se sentar e relaxar entre pedaladas. O Parque Verde é um parque para piqueniques, prática de desporto ou simplesmente para passear. 

Dê uma volta pela cidade para admirar as casas coloridas, algumas delas já são verdadeiras atrações por si só. Como por exemplo, a casa azul em Larslejsstræde, no centro da cidade. Sankt Hans Gade é uma das poucas ruas em Nørrebro com casas em tom pastel. Para se divertir à noite, encontra neste local os bares Barking Dog ou Nørrebro Bryghus. Gernersgade, também no coração da cidade, é um bairro tranquilo (maioritariamente usado por residentes) onde pode apreciar as cores vibrantes das casas. Østerbro é a rua mais colorida de todas, onde encontra também uma geladaria, recomendada pelos locais.

Com a sua localização muito central, a Inner Harbour Bridge mesmo no coração de Copenhaga, mais especificamente a partir do final de Nyhavn, é uma ponte com 180 metros de comprimento e constitui uma ligação importante entre as duas áreas mais movimentadas: o centro da cidade e Christianshavn/Holmen. Certifique-se que para numa das plataformas designadas na ponte para apreciar as vistas para a zona do porto e do canal Nyhavn.

O Harbour Circle oferece 13 quilómetros de experiências à beira da água. Aqui encontrará arquitetura de referência, casas flutuantes, banhos portuários e vida à beira de água. É uma área de grande contraste.

circle bridge copenhaga
Circle Bridge créditos: Turismo de Copenhaga

Veja aqui um mapa detalhado para ciclistas, com zonas a visitar. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.