Sabia que as primeiras edificações neste local começaram no século X, quando a Condessa Mumadona Dias ficou viúva e mandou construir na sua herdade um Mosteiro?

No entanto, na época, os ataques por parte dos mouros eram constantes, levando à necessidade de construir uma fortaleza que defendesse os monges e a comunidade cristã que lá viviam. Foi assim que surgiu o primitivo Castelo de Guimarães.

Com a formação do Condado Portucalense, no século XII, o Conde D. Henrique e D. Teresa foram viver para Guimarães e mandam realizar obras no Castelo com o objetivo de o ampliar e de o tornar mais forte. Segundo a tradição, D. Afonso Henriques terá nascido no interior deste Castelo.

Este monumento vimaranense está ligado às façanhas heróicas do período da fundação de Portugal, como a Batalha de S. Mamede, em 1128. Entre os séculos XIII e XV vários reis contribuíram com obras de melhoramento e restauro do Castelo.

A partir do século XV, o Castelo perdeu a sua função defensiva e entrou num processo de abandona e degradação, até ao século XX, altura em que é declarado Monumento Nacional.

O Castelo de Guimarães apresenta planta no formato de um escudo facetado: as suas muralhas, reforçadas por quatro torres, são rasgadas por portas; um adarve percorre a parte superior das muralhas; ca face oeste, uma ponte de madeira estabelece a ligação entre o adarve das muralhas e a porta da torre de menagem; no troço norte das muralhas são visíveis as ruínas da antiga alcáçova, provavelmente do século XIV, que se divide em dois pavimentos, destacando-se as suas janelas exteriores e duas chaminés.

A Torre de Menagem, ao centro da praça de armas, apresenta planta quadrangular. Um adarve largo e contínuo permite a circulação e a observação no topo da torre da magnífica vista deste concelho.

O Castelo pode ser visitado de segunda-feira a domingo, entre as 10h e as 18h. A entrada é gratuita até aos 12 anos e os adultos pagam 2€.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.