Em muitas alturas do ano, podemos divertir-nos com as nossas crianças a cuidar do ambiente, a estimar a natureza e a apreciar os legumes que comem, mesmo dentro de casa. Só precisamos de uma janela ensolarada onde possamos colocar a nossa pequena obra que as crianças vão acompanhar e ajudar a crescer. É tão fácil! Existem, no entanto, espécies e variedades botânicas que, pelas suas características, se adaptam mais facilmente a experiências de plantações caseiras do que outras.

Pôr as mãos na terra, mexer na água, pintar vasos feitos com materiais reciclados, semear e plantar legumes, que mais tarde podemos transplantar para o jardim ou para horta ou ainda para vasos maiores no exterior é a atividade que lhe propomos de seguida. É uma maneira de pôr pais e filhos a descobrir, de uma forma lúdica o mundo das plantas. Quando colocamos uma semente na terra, o que ela precisa para formar uma planta é de água, de ar e de uma temperatura adequada.

Com estas condições, a água vai entrando na semente e esta vai inchando até conseguir romper a sua casca, começando a formar o que será a futura raiz. A radicula começa a crescer em direção ao solo, onde vai beber a água com os sais minerais de que precisa, para continuar a crescer e a desenvolver o caule e as primeiras folhas. Ao continuar a crescer, esta jovem planta vai tornar-se adulta e dar flores que produzem frutos e mais sementes, para dar, assim, continuidade à vida da sua espécie.

Os materiais necessários:

- Recipientes furados na base

- Pedrinhas ou leca para colocar no fundo do recipiente

- Composto orgânico sementes e/ou plantas jovens

- Pulverizador para a água

As espécies mais recomendadas:

- Agriões

- Alfaces

- Cenouras

- Coentros

- Manjericão

- Espinafres

- Abóboras

- Beterrabas

- Salsa

- Tomate

A(s) melhor(es) forma de proceder

Como fazer

Estes são os passos que deve seguir para empreender esta atividade:

1. Depois de escolhido o recipiente, deve verificar se tem a base perfurada. Caso não tenha, deve abrir dois ou três furos na base do mesmo para garantir o escoamento da água de rega em excesso.

2. Revista o fundo do recipiente com as pedrinhas, com altura aproximada de dois dedos, que funcionam com material drenante.

3. Coloque o composto até ao topo do recipiente, compactando-o ligeiramente com a mão ou com uma pá.

4. Abra uma cova no centro do recipiente com um dedo, à profundidade recomendada no pacote da semente escolhida.

5. Coloque as sementes na cova e cubra-a com composto, sem compactar. O número de sementes por cova depende do seu tamanho, não devendo ser inferior a três.

6. Pulverizar é a forma mais simples de regar sem estragar. Pulverize suavemente.

7. Após a rega, se o composto tiver abatido muito, adicione mais composto sem compactar.

8. No caso de serem vasos, pode personalizá-los. Nesse caso, convém sempre etiquetar escrevendo o nome e data da sementeira.

9. Coloque o recipiente sobre uma base para evitar que pingue para o chão. Coloque-o junto a uma janela ensolarada para que apanhe sol.

O que fazer para manter as culturas

O bom desenvolvimento da experiência depende de uma série de regras:

- Nunca se esqueça de regar. Até à germinação, o composto deve estar sempre húmido sem estar encharcado para não apodrecer a semente. Até germinar é mais fácil regar com um pulverizador.

- Regue de preferência de manhã e verifique ao final do dia, espetando o dedo, se o composto ainda está húmido.

- Quando as plantinhas tiverem mais do que duas folhas cada, convém fazer uma selecção. Deixe apenas uma por vaso ou copo ou por cuvete da caixa de ovos.

- Quando as plantas atingirem no mínimo três folhas, no caso das plantas de folhas, como a alface por exemplo, ou dois andares, no caso do tomate e do pimento, tem de as mudar para o jardim ou para a horta (se tiver uma) ou, então, para um vaso ou para uma floreira, se tiver varanda ou um terraço.

As (outras) recomendações essenciais que deve seguir

A velocidade com que a água desaparece da superfície do composto é indicadora da necessidade de rega. Se o líquido desaparecer rapidamente da terra, isso significa que o composto precisava de ser regado. Se for desaparecendo lentamente, esse é um sinal de que o composto ainda tinha humidade suficiente. Nesse caso, deve parar imediatamente de regar. Assim que começar a pingar, deve parar de imediato, avaliando a situação nas semanas seguintes para prevenir eventuais excessos de rega.

Para esta atividade, pode aproveitar caixas de ovos, embalagens, copos e/ou garrafas de plástico. A utilização de recipientes transparentes permite que as crianças observem o crescimento e o desenvolvimento do sistema radicular da planta. As sementes e o composto encontram-se à venda nos mercados locais, nas lojas da especialidade e em hipermercados. As pedras podem ser apanhadas num passeio pelo parque ou pelo campo e devem ter um diâmetro aproximado de dois centímetros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.