Em Sintra, Rosalina Machado, ex-diretora da agência de publicidade Ogilvy, mantém uma vasta coleção de plantas num jardim dividido por patamares onde se destaca uma zona tropical com palmeiras e outras espécies exóticas, das quais gosta muito.

O jardim faz parte do refúgio onde toda a
família de Rosalina Machado se reencontra
aos fins de semana e durante o verão para animadas sessões de convívio e lazer.

Localizado numa zona nobre da pitoresca vila de
Sintra, apesar das suas grandes dimensões,
passa, no entanto, despercebido ao pouco
movimento da recôndita artéria em que se encontra.
Para lá dos muros e do que olhares alheios não avistam, estende-se um jardim que se desenvolve em três
zonas principais. Descubra quais são.

Veja a GALERIA DE IMAGENS DESTE JARDIM

A área da piscina foi alvo de grande transformação em 2008
quando se realizaram obras de remodelação em casa. Nessa altura,
a zona da piscina foi transformada num jardim tropical, onde
abundam palmeiras e outras plantas exóticas. Na ocasião, foi
construído um deck onde assenta uma pérgola que alberga uma
mesa para refeições ao ar livre.

Esta é, aliás, uma das zonas preferidas
de Rosalina Machado. Ainda na mesma área do jardim, os
canteiros são limitados por lancil em chapa galvanizada de modo
a manter separada a pedra rolada branca do relvado, conferindo
ao espaço um ar moderno e sofisticado.

As principais espécies
tropicais que habitam nesta parte do jardim são Phoenix roebelenii, fénix, palmeira-fénix, tamareira-de-jardim,
tamareira-anã e palmeira-anã, além de Chamaerops humilis, palmeira-anã,
palmeira-das-vassouras, palmito e palmeira-de-leque. Mas também lá se podem ver estrelícias, palmeiras reais e Musa ensete, bananeira-da-abyssinia.

Veja na página seguinte: A horta da socialite

Outra zona principal do jardim é caracterizada por canteiros
limitados com buxos. Em pleno ambiente típico de Sintra,
destacam-se as roseiras, as hortenses, as clívias e as paeonias, por
entre caminhos de saibro e vedações em ferro.
A terceira zona é a horta, local onde, como afirma Rosalina
Machado, «temos sempre um bocadinho de tudo, nomeadamente alfaces,
couves, feijão verde, tomate e tentamos que esteja sempre o mais
bem organizada possível para dar a entender que se trata da
continuação do próprio jardim».

A proprietária destaca a organização do jardim em diferentes
ambientes e vários patamares como uma das suas principais
atrações pelo espaço verde que possui em Sintra. «A multiplicidade de tipos de plantas que tenho, desde
tropicais, que me lembra o Brasil que adoro, até às flores típicas
de Sintra como as hortenses, as clívias e as roseiras», acrescenta.

Em termos de plantas, as suas preferências vão para as «muitas
hortenses que tenho espalhadas um pouco por todo o lado, o
arco de glícinias que fica lindo em março, a alameda de aucubas
e plátanos que nos leva até à horta e uma variedade de
musa que tenho no jardim tropical junto à piscina e
que tem umas folhas lindas», refere ainda.

Texto: Luís Melo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.