Nem todas as espécies despertam da letargia invernal no mesmo momento. Primeiro, acordam as cerejeiras, logo seguidas por outras espécies caducas e, por último, muitas das coníferas, como os pinheiros, os abetos, os chamaciparis, as sequóias, os cedros, os ciprestes e as araucárias. As primeiras semanas da primavera são a altura ideal para transplantar o(s) seu(s) bonsai(s). Durante esta estação e no início da seguinte deve ter também atenção à rega. Estes são outros dos cuidados a ter nesta fase.

Transplante

Março é o mês ideal para transplantar a maioria das espécies, sobretudo folhosas de origem tropical e semi-tropical, ainda que também o possa fazer em abril ou maio. Se as temperaturas forem ainda baixas poderemos adiar para o mês seguinte o transplante de outras espécies, sobretudo coníferas e espécies autóctones, mas não deve deixar resvalar para os meses seguintes. As coníferas só devem ser transplantadas se o mês de março tiver temperaturas altas.

Localização

Consoante o estado do tempo, vigiar o frio intenso e as geadas é uma tarefa essencial, sobretudo nos anos em que se tendem a prolongar. Os dias começarão a ser maiores e a temperatura mais elevada, ainda que não atinja os valores do verão. Além de abrigar os bonsais de espécies tropicais e semitropicais, deve vigiar os bonsais de espécies autoctones, como a oliveira. Deve também protegê-los das geadas tardias, se for necessário.

Poda e/ou aramação

No final de fevereiro e no início de março, poderão podar-se algumas folhosas, mas também o pode fazer mais para a frente. Nas variedades botânicas caducas, é importante deixar crescer os novos brotos. Nas folhosas, esses devem crescer vigorosamente.

Adubação

Aquando do inicio do crescimento do(s) seu(s) bonsai(s), adubar com um fertilizante sólido ou com adubo líquido com elevado teor de nitrogénio é outra das tarefas a empreender. Tenha, no entanto, atenção à adubação excessiva, que poderá potenciar internós demasiado longos e folhas grandes.

Rega

Regue moderadamente o(s) seu(s) bonsai(s) nesta fase. Deve também, neste período do ano, vigiar as necessidades de cada um dos exemplares que cultiva e não regar excessivamente. Mesmo nos dias em que parece fazer mais calor, nunca deverá fazê-lo.

Texto: Márcio Meruje (formador especializado na arte bonsai e fundador do Kensho Bonsai Studio)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.