No outono e no inverno, tem à sua disposição
arbustos com a raiz nua que apenas se podem
plantar nessa altura, enquanto que em vaso estão
disponíveis e podem ser instalados em qualquer
época.

Os primeiros são mais económicos, o que pode ter a sua vantagem.
Antes de passar pela caixa do centro de jardinagem,
resista à tentação de comprar o arbusto
maior, demora mais a aclimatar e a desenvolver.

Assegure-se de que o que compra está saudável,
bem regado, sem murchidão nem amarelecimentos.
É importante que a ramagem esteja distribuída
de forma uniforme.
Se tiver oportunidade, observe o estado das
raízes. Não opte por plantas com as raízes a sair
pelos furos de drenagem porque isso significa
que se encontra apertadas. Não compre
também plantas com composto seco nem com
raízes estragadas.

O tipo de cova mais indicado

Até os arbustos menos exigentes requerem
solos bem trabalhados. Primeiro, elimine as
daninhas porque quando estabelecidas é mais
difícil retirar sem estragar as raízes.,
Depois, cave e misture a terra com bom adubo
orgânico. Aproveite para fazer as correções
que requer cada planta, garantindo-lhe nomeadamente uma maior drenagem
(juntando areia) e/ou mais acidez (juntando
terra de castanheiro ou turfa).

A largura da cova deve ser suficiente para alojar
as raízes se a planta vier com a raiz desnudada
e o dobro do recipiente. Calcule a profundidade
necessária para que a planta se encontre ao
nível do terreno.
Humedeça o furo de drenagem e o torrão de
raízes antes de acomodar as plantas. Depois,
regue mais e aplique uma cobertura para a água
não evaporar rapidamente.

O tipo de rega aconselhado

Depois de plantado, o fundamental para que
qualquer arbusto prospere é cuidar a rega, pelo
menos nos primeiros anos de vida. Depois de
estabelecidos, muitos sobrevivem apenas com
a água da chuva.
É preferível regar com mangueira de forma direta
na base de cada planta a utilizar aspersor, a não
ser que se trate de uma grande superfície coberta
de vegetação. Regar bastante semanalmente é
preferível a regar diariamente e pouco.

Assegure-se que a rega não provoca o
aparecimento de daninhas. Neste caso,
elimine-as de imediato.
Nem sempre é necessário podar. Quanto mais
jovem é o arbusto mas decisiva é a poda sobre o
seu aspecto final, que fica mais estético depois de
aclarar os ramos baixos. Nos exemplares adultos,
deve retirar a madeira morta e reparar danos ou
manter a forma das sebes e figuras decorativas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.