Feng Shui é uma antiga arte chinesa que busca a harmonia e o sucesso dentro de um determinado ambiente, através dos cinco elementos da Astrologia chinesa e o equilíbrio do Yin e Yang. Essa harmonia é alcançada através da energia Ch'i , que é a força universal da vida. Quanto mais energia Ch'i existir em um ambiente, mais equilibrado e harmonioso ele vai ficar.

A filosofia virou moda e está sendo aplicada em escritórios, casas, objectos de decoração e, pasmem, até coleções de roupas.

História:

Não se tem uma data precisa de quando exatamente o Feng Shui surgiu, mas estima-se que ele exista há, pelo menos, três mil anos.

O começo dessa filosofia se deu pelo estudo e avaliação geográfica da paisagem e o modo como ela influenciava a vida das pessoas que moravam nesse ambiente. Hoje conhecemos essa primeira forma de estudo como a Escola da Forma. Depois da invenção da bússola, o Feng Shui se tornou mais personalizado, e uma nova escola surgiu, a Escola da Bússola. Hoje, existem outras escolas, algumas até antagônicas e a polêmica se instaura entre os praticantes dessa arte.

Os cinco elementos:

O Feng Shui utiliza os cinco elementos da Astrologia chinesa para alcançar seus propósitos de equilibrar os ambientes: a madeira, a água, o fogo, a terra e o metal. Eles representam as formas fundamentais do universo e são os cinco modos da energia Ch’i se manifestar.

Por isso, o Feng Shui se utiliza desses elementos para criar ambientes favoráveis para a energia Ch’i fluir e os especialistas recomendam que, para que se tenha um bom ambiente Feng Shui, todos os elementos sejam utilizados.

Shars:

Assim como temos a energia Ch’i, que é a essência da vida e do equilíbrio, temos os Shars, que são, para os chineses, malignas setas envenenadas que se movem em linha reta e chegam à nossa casa. Causas comuns de Shars são casas que ficam no final de uma rua, com a rua acabando exatamente na porta de entrada. Telhados e quinas que apontam para a casa também criam Shars.

Uma solução é a utilização de espelhos, paredes ou plantas que possam quebrar a trajetória desses Shars.

Veja na página seguinte: cores

Cores:

Os efeitos poderosos das cores são conhecidos há milhares de anos. Seres humanos primitivos utilizavam as cores para se proteger do mal e aumentar a sorte e a virilidade. Os antigos chineses usavam as cores como símbolos e para representar a estações. O verde simboliza a madeira, e representa a primavera. O vermelho simboliza o fogo e representa o verão. O amarelo e o laranja representam o sol lançando seus raios cálidos sobre a Terra, eles representam o fim do verão. O branco simboliza o metal, e representa também o outono. O azul simboliza a água e o inverno.

As cores exercem sobre nó efeitos positivos ou negativos. Faber Birren, psicólogo especializado em cores, relata que pessoas normais tendem a apontar qualidades favoráveis nas diferentes cores, mas os neuróticos são mais propensos a notar o que é desfavorável.

Todos nos reagimos à cor, quer estejamos conscientes disso ou não. Imagine dormir num quarto vermelho sangue ou cozinhar uma refeição em uma cozinha preta como carvão. As cores conferem um certo clima ao aposento. Algumas cores nos estimulam, outras nos irritam, enquanto outras nos aclamam. Fez-se uma experiência interessante há alguns anos, quando prisioneiros foram colocados em celas pintadas de rosa. Essa cor exauriu a agressão dos internos, e eles se tornaram prisioneiros modelo. Como essa experiência mostra, a cor pode causar efeitos radicais, por isso, precisamos ter cuidado ao escolher e utilizar as cores.

No feng shui, as cores controlam a quantidade de luz e a refletem. A combinação de cor e luz deve proporcionar as melhores condições possíveis para se viver, é melhor escolher seu esquema de cores nos próprios aposentos, já que o tom das cores costuma mudar quando visto sob uma luz diferente. As luzes quentes, por exemplo, fazem com que as cores quentes fiquem ainda mais quentes, enquanto que com as luzes frias acontece o oposto.

Convém, naturalmente, que você tenha na sua casa as cores que se relacionam com o seu elemento e com o das pessoas que moram com você. No entanto, você também deve ter uma variedade de outras cores, simplesmente pelo fato de gostar delas. Cuidado, porém com as cores que se opõem uma às outras. Por exemplo, muito vermelho não seria uma boa escolha se você pertence ao elemento água, pois fogo e água não se harmonizam. <p/p>

Yin & Yang:

Tomem em consideração um ioiô. Esse brinquedo funciona utilizando-se dois extremos em uma relação equilibrada entre um e outro. Sem um dos extremos, um ioiô não pode funcionar. Ele precisa do "para cima" tanto quanto do "para baixo". Yin e Yang sempre precisam um do outro para equilibrar um jogo, o quarto de uma pessoa, ou a vida dela.

Chi'i

A entrada principal da casa é o principal ponto de entrada do Ch’i. Por isso, é importante que, antes de tudo, você preste atenção à essa área. Um belo jardim, um ambiente confortável, tudo isso ajuda a trazer o Ch’i para sua casa.

Para ele fluir por sua casa e fazer dela um lugar próspero e feliz, você precisa tomar cuidado com a disposição de seus moveis e tudo o que o feng shui recomenda para que sua casa se torne um lugar harmonioso. O principal no que se refere à energia Ch’i é evitar salas abarrotadas, com espaço entre os móveis para que as pessoas se movimentem livremente.

O Ba-guá na sua casa

Você pode aplicar o Ba-guá em sua casa inteira ou em apenas uma divisão. Antes de mais nada, alinhe a figura do Ba-guá com a parede em que fica a porta de entrada do quarto ou da casa em que você irá aplicá-lo. Veja como exemplo as figuras abaixo. Repare que em alguns casos, alguns lados são menores ou inexistentes. O feng shui recomenda como solução para os guás faltantes a colocação de espelhos, sinos ou cristais nas paredes que se aproximam desse locais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.