Dentro do ser humano e inerente à evolução, existe uma batalha interna entre o ego e a matriz Divina, esse duelo é na verdade a luta entre o ego e a vivência que proporciona a evolução.
O ego faz um trabalho exemplar para esconder-se, fazendo-nos esquecer por completo do nosso verdadeiro EU, fazendo-nos viver ao sabor dos seus caprichos e sem nos apercebermos estamos constantemente a ser manipulados por ele.
O desejo de receber faz parte da matriz Divina e é ele que impulsiona a evolução, mas o desejo egoico de receber só para si não dá espaço para mais nada nem ninguém, cria vivências ego centradas sempre ocupadas só consigo… de novo uma esfera isolada em luta para obter.
O ego manipula e controla das mais variadas formas o nosso desejo de receber somente para nós próprios e começa os campos de batalha.
A batalha tem como protagonista de controle a mente.
Vamos ver como funciona através de uma imagem simples, vejam a mente como uma televisão, o cérebro é a televisão e os pensamentos as ondas de antena para se ligar à rede e dar-nos a imagem.
Na verdade o cérebro é apenas uma máquina, mas mediante as imagens que nós temos registadas no desejo do ego em obter, vamos sintonizar com a antena que mais nos convém.
Nas células de memória da matriz Divina está a centelha que nos liga à capacidade de criar o desejo do bem comum ao todo, então o ego pega nesta antena e deturpa-a, ilude-nos, criando a ilusão da separação entre o desejo e a realidade que se apresenta, dando a sensação de frustração, de separação, de solidão, depois raiva em não obter , desta forma o ego entra em formatos de sobrevivência tentado utilizando a energia da Matriz Divina e cada vez mais longe dela.

Dai nasce a memória de não ter, essa é a imagem que a mente vai utilizar e criar a ilusão da separação… o ego usa a mente racional, lógica, para perceber como obter, como receber o que deseja, mas apenas cria obstáculos, cada vez mais escuridão.
Só existe uma expressão onde o ego perde a força, é através da consciência da luta, da separação com a ligação à matriz Divina, essa ligação dá-se através da luz, consciência.
O sinal que nos sintoniza a essa antena é a visão interna, dai nasce a intuição, aquela que não trabalha com a realidade física, visível, mas sim o que está oculto, invisível, é nesse ponto que nos conectamos com a matriz Divina.
O ego debate-se, pois ele quer ver, quer ter a certeza que obteve o que deseja e assim se perde da intuição, do amor a confiar que aquilo que está visível é só a sombra do que está oculto e a ser criado.
A mente racional oculta a luz, cega a visão interna, a Fé perde-se, a conexão com a Matriz Divina fica cortada.
O segredo para termos controlo sobre a nova vida é não ouvir a voz racional do ego, essa é a voz da luta sem luz, onde só a consciência dessa luta nos pode devolver à fonte.
Quando temos sucesso nisso, mesmo que seja por um instante, o sinal da luz fica aberto, temos os insights guiados pela energia da Matriz Divina… essa vê o que não está visível e essa só funciona para o bem comum, não luta.

Neste momento mercúrio, a mente racional está retrógrado em virgem, conjunto ao nódulo norte da humanidade, para onde nos estamos a dirigir, trígono a plutão em capricórnio, a reestruturação do ego de controlo e oposto ao nódulo sul da humanidade em peixes, de onde estamos a sair, a fechar esse ciclo, de vazio de não obter, de sensação de estarmos abandonados por Deus, pelo Fonte de Criação e oposto a Neptuno, a diluição de qualquer estrutura de controlo da criação pela mente racional, daí as pessoas estarem com a sensação de desequilíbrios, não conseguirem racionar como controlar, sintomas de falta de atenção, de concentração, até desequilíbrios físicos.
Estamos a vivenciar contactar como é viver sem controlo, mas atenção , mercúrio oposto a Neptuno, a mente vai ligar-se à distorção da realidade, criando as imagens antigas.
Para alguns pode dar a vontade de evadir-se em zonas confortáveis mas escapistas do ego, desde o isolamento, a drogas/álcool, todo o tipo de invasões, comportamentos reactivos do campo de segurança do ego para não se confrontar com a grande insegurança, viver a vida para transformar a ilusão de separação.

Ruth Fairfield
Incondicionalmente rendida ao Universo e às Leis da Vida...

Sobre a autora:
Ruth Fairfield é meu nome e considero-me uma cientista cósmica, pois os astros sempre me encantaram desde muito nova, dedico a minha vida a criar dinâmicas de consciência da influência evolutiva do mundo da energia cósmica e como podemos acompanhar toda a transformação interna , gerir o livre arbítrio, com o mapa da estrada da vida, a matriz astrológica, a impressão digital da nossa alma...
Fiz a formação de astrologia no Quiron, escola de astrologia gerida por Maria Flávia de Monsaraz, várias formações com Alan Oken, José Luis de Nascimento e outros...
Criei uma forma de mesclar todo o conhecimento de astrologia Esotérica, psicológica, kármica e médica e criar uma leitura do movimento da energia num sentido pratico e dinâmico de forma a ajudar as pessoas a conhecerem-se, criarem autonomia e gerirem a sua mudança... a criarem vitalidade, vontade e entrega na sua vida quotidiana…

Incondicionalmente rendida ao Universo e às Leis da Vida....
Ruth Fairfield

Contactos:
Ruth Fairfield
966425493/914632063
http://sunshineruth.wix.com/astrologia
Sunshineruth@gmail.com
https://www.facebook.com/ruth.fairfield
https://www.facebook.com/novo.cristal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.