Ano Pessoal 1

A oração não chega para o guerreiro interior. Precisa de transformar as palavras em montanha, em lago, em rio ou em cavalos selvagens. Tal como ele, tens de aprender a criar a realidade a partir dos teus desejos. Só assim as palavras “felicidade”, “quietude”, “paz de espírito” se transformarão em paisagens da alma, e tu poderás habitar realmente um mundo novo.

Sabedoria Ameríndia

Este Ano Pessoal* 1 pode ser resultado da redução dos Números 19 ou 28, conforme os casos.

O Número 1 corresponde ao Uno, à Unidade, ao novo, ao único, à origem e ao original. Nele tudo se inicia e tudo termina, porquanto o 10 (1 + 0 = 1) é o número que representa o regresso à Unidade, ao Uno à Origem.
Encontra-se associado ao Fogo Cósmico e dele tudo deriva: o Uno é o criador que gerou o primeiro movimento, a díade, o 2.

Um ano pessoal 1 representa simbolicamente o início de um novo ciclo ou a oportunidade de recomeçar uma nova etapa ou fase da nossa vida. Esta fase, ou este ano pessoal, é gerador de movimento. Movimento puro, mas sem direcção aparente. Teremos de ser nós a apontar o norte, a dar uma indicação, uma direção a este movimento.

Para onde nos estamos a dirigir? Para onde queremos levar a nossa intenção? E com que intensidade?
Este é o ano ideal para manifestar as nossas intenções, transformando-as em algo palpável, porém, sem nenhuma direcção, sem nenhuma base ou estrutura, os nossos projectos estarão condenados ao fracasso ab initio.

É necessário que tenhamos já construído os alicerces, os fundamentos sobre os quais poderemos iniciar esta nova fase da vida, que pode estar relacionada com uma aprendizagem puramente material, uma descoberta no campo espiritual, uma nova forma de apreender o nosso campo emocional ou mental ou uma fusão de todas estas partes.

Por outro lado, é tempo de recolher as bênçãos (fruto de tudo o que conquistámos no passado, dos nossos esforços e dos nossos empreendimentos sérios, honestos e responsáveis). O sucesso e a abundância estão garantidos, para quem trabalhou afincadamente e não recuou ante desafio algum, por mais difícil que este se tivesse revelado. Convém no entanto manter um estado de serenidade interior, evitando todo o tipo de excessos no que toca a vaidade, orgulho ou ambição.

Um estado mental e emocional tranquilo permite que novas ideias e soluções continuem a aflorar ao nosso espírito. Em alguns casos essas ideias roçarão mesmo a genialidade, pois o processo criativo está em marcha, e só uma mente perturbada ou um coração fechado, poderão impedir que este fluxo nos invada.

Todo o empenho e trabalho árduo que dedicámos até aqui, a nível pessoal, a melhorar, a afinar e a aperfeiçoar a nossa vida, trará benefícios e transformações surpreendentes. Tudo o que nos eleva a nível pessoal tem uma contrapartida na nossa caminhada espiritual. Mas o pessoal e o espiritual são uma coisa só, pois na realidade não se pode separar aquilo que um dia foi unido e entrelaçado com um propósito cósmico.

É muito importante também, num ano com este simbolismo, manter o foco e a concentração, não só por conta do afluxo de novas ideias-semente ou soluções criativas, como mencionei acima, mas também para permitir que a confiança nas nossas capacidades, inteligência e sabedoria possam atingir camadas mais profundas, podendo dessa forma expandir-se e desenvolver-se em níveis cada vez mais elevados.

Fisicamente, sentir-nos-emos em boa forma, vibrando em alegria e boa disposição, pois o ano, ou melhor, o Número que rege o ano pessoal, puxará, do ponto de vista energético, por cada um de nós, havendo ainda lugar a uma excelente predisposição para sanar quaisquer emoções (a precisar de atenção) que possam emergir do mais fundo de nós mesmos.

Iremos precisar desta condição para progredir nesta frequência ao longo de todo o ano, pois seremos confrontados com escolhas arriscadas, que exigirão disponibilidade interna, firmeza, determinação, pragmatismo (é tempo de sair da ilusão e lidar com a realidade dura, nua e crua desta jornada), persistência, dinamismo e uma imensa força de vontade (lembremo-nos que querer é poder).

Seremos postos à prova no que diz respeito a todo o tipo de contratempos, atrasos, impedimentos, etc. e teremos que saber lidar com cada um desses momentos com serenidade, discernimento e sabedoria.

A nossa visão tornar-se-á mais clara, mais distinta, se optarmos por observar cada situação através de uma lente que amplie o nosso campo de visão e se soubermos percepcionar o mundo através de uma atitude mais altruísta e compassiva.

A nossa capacidade de nos tornarmos independentes será posta à prova a todos os níveis, não com o intuito de nos tornarmos inacessíveis e distantes do outro, mas para que se torne possível praticarmos a nossa autonomia enquanto indivíduos, sem estarmos sempre a necessitar de validação externa. O mundo não tem que nos aprovar ou desaprovar. Nós somos parte do mundo e temos uma palavra a dizer. Somos nós que aprovamos e desaprovamos a nós mesmos através dos nossos filtros tantas e tantas vezes desajustados.

Este é um ano mágico, um ano em que podemos e devemos usar a nossa magia interior de fazer acontecer. E só através do amor-próprio e da generosidade da nossa alma posta ao serviço do outro, poderemos activar a magia de fazer acontecer.

VÍDEO 1 - NUMEROLOGIA 2019 COM EVA VEIGAS, PARTE 1

VÍDEO 2 - NUMEROLOGIA 2019 COM EVA VEIGAS, PARTE 2

Eva Veigas

Soul Archeologist

Cura e Orientação Espiritual
Numerologia e Tarot Transpessoal

https://evaeleven.blogs.sapo.pt/
https://www.facebook.com/eva.veigas.1

https://www.facebook.com/evaveigas111/

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.