O movimento social e ideologia que se manifestou e ganhou mais força a partir do séc. XIX, reivindica a igualdade de direitos e oportunidades entre mulheres e homens. Contrariamente ao que muita gente ainda pensa, o feminismo não é uma oposição ao machismo nem mesmo uma disputa e sim a tentativa de promover a igualdade e construir os alicerces para que tal aconteça. Desde sempre que o homem foi colocado numa posição de superioridade diante de uma mulher – muitas vezes através da opressão e violência – e tal deverá ser defendido e alterado.

A conquista do voto, a educação, a criação de centros de auto defesa, a elaboração de políticas públicas para a valorização e a promoção feminina, a inserção da mulher no mercado de trabalho e tantas outras conquistas ao longo de várias décadas, fizeram ganhar batalhas, mas não a “guerra. Os desafios ainda são muitos, até porque a violência ainda mata muitas mulheres, a disparidade nos cargos e remunerações ainda é algo que se ouve falar, a responsabilidade pelo trabalho doméstico acumulado ao profissional ainda está muito enraizado, o assédio sexual parece que ainda está numa “zona cinzenta” enfim... ainda há muito trabalho a fazer quando é algo tão simples como: a sociedade é um todo, composta por pessoas, e às quais se devem garantir e respeitar os seus direitos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.