Dado a conjuntura europeia atual, é imperativo cuidar, proteger e ajudar. Consciente de que a mãe - enquanto lugar de amor infinito e figura que gera vida - está em perigo, Diogo Navarro criou uma obra em sua homenagem. "[Ela] Representa o fruto, a vida, a renovação, a esperança, o amor e a identidade de um povo. É criadora do puro é a cuidadora, a corajosa”, refere o artista português em entrevista ao SAPO Lifestyle sobre a sua bravura, que se estende também a tantas outras figuras femininas, como é o caso das filhas ou das irmãs, que também estão em sofrimento. “Foram obrigadas a sair do seu país e do seu lar sem nada levar consigo, somente o peso de uma guerra às costas. Para trás deixaram pais, filhos e maridos a combater numa guerra. Merecem esta homenagem e merecem sobretudo que desta vez sejamos nós a cuidar delas."

O premiado artista nascido em Moçambique, que tem o seu trabalho espalhado em diversas partes mundo e que já foi alvo de inúmeras exposições, atribui aos cidadãos a responsabilidade de lutar e proteger o legado desta figura tão importante e que a arte pode ser um veículo para atingir esse fim. "Também através da arte é possível curar e dar coragem [às pessoas] e exorcizar os seus medos", enaltecendo ainda o seu papel enquanto vetor de esperança e liberdade, sendo essa a principal mensagem desta pintura da sua autoria onde consta a frase ‘art is hope’. "A arte é cultura, tanto na música como na gastronomia, arquitetura, pintura. Quando se protege a arte o futuro fica protegido. Porque sem cultura não existe identidade", explica.

Diogo Navarro
créditos: Diogo Navarro

Apesar de não ter qualquer conotação política, para Diogo Navarro foi impossível ficar indiferente ao conflito Rússia-Ucrânia. Desta forma tentou dar o seu contributo da melhor maneira que sabe: criar. Sendo que ao longo do seu percurso profissional sempre esteve ligado a projetos de cariz social e educacionais, o passo seguinte foi colocar o seu trabalho ao serviço de uma causa humanitária, pois tal como refere, "no final, uma pequena gota poder fazer a diferença."

Para o efeito foram realizadas 200 serigrafias que vão ser postas à venda no dia 11 de abril e cujas receitas revertem na sua totalidade para a UNICEF e para a Cruz Vermelha Portuguesa. Com o valor unitário de 100 euros, estas podem ser adquiridas na galeria de arte Welcome to art Lisbon, localizada na Embaixada do Príncipe Real.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.