Voluntários portugueses ensinam as suas técnicas na área de cabeleireiro a jovens oriundos de meios desfavorecidos, no âmbito da iniciativa solidária Shaping Futures da Schwarzkopf Professional, em parceria com a Organização Não Governamental Aldeias SOS Infantil,

As portuguesas Celeste Marques, do Salão Exímios e Famosos de Gaia, Maria de Lurdes Carneiro, do Mª de Lurdes Carneiro Cabeleireiros de Santo Tirso e Liliana Alves, diretora técnica da Schwarzkopf Professional, deram formação a mais de 30 jovens entre os 15 e os 25 anos da Aldeia Lauro Freitas, em S. Salvador da Bahía.

Em declarações ao Sapo Mulher, a Schwarzkopf revelou que “para Portugal é uma iniciativa com imensa importância pois dignifica muito a profissão de cabeleireiro. Esta iniciativa serve para mostrar que os cabeleireiros são muito mais que uma profissão e que iniciativas como estas, além de promoverem a profissão ajudam a mudar a vida de jovens desfavorecidos, uma esperança na forma como olham o futuro. Juntos, podemos dar um pequeno contributo para mudar o mundo e torná-lo ainda melhor. Graças a este projeto pioneiro, os jovens graduaram-se técnicos de cabeleireiro, podendo agora dar início a uma carreira profissional nesta área”.

Cada jovem recebeu material para aperfeiçoar e implementar as técnicas (como tesouras, pentes, toalhas, molas de cabelo, espelho e pulverizadores) e ainda um certificado “Shaping Futures”.

Durante alguns dias as voluntárias portuguesas viveram uma experiência muito marcante, afirmando mesmo que receberam muito mais do que foram dar: “A experiência vivida foi extremamente enriquecedora e gratificante. Hoje sei que muitos deles vão para casa mais felizes e com mais projetos para o futuro graças à nossa participação neste projeto. Estou muito feliz pela missão realizada e vou mais feliz pelas sementes que deixámos a crescer dentro de cada uma delas. Com estes jovens também aprendi e recebi muito amor, carinho, respeito, humildade, dedicação e alegria de viver”, referiu Celeste Marques.

Já para Maria de Lurdes Carneiro a sua experiência no projeto foi “muito gratificante a nível pessoal, profissional e espiritual. Adorei o espírito de amizade entre a equipa brasileira e portuguesa, o relacionamento com a comunidade da Aldeia SOS. Foi fantástica a dedicação entre os jovens para aprender a nossa profissão, que é sem dúvida, uma das mais belas do mundo. Reparei que mesmo alguns jovens de outros cursos queriam aprender a arte de cabeleireiro para terem mais uma oportunidade nos seus futuros”.

A Schwarzkopf revela ainda que “em Novembro iremos fazer a 2ª parte da formação enviando uma nova equipa portuguesa para o Brasil. Iremos também desenvolver pequenas ações para conseguirmos angariar fundos para esta formação”.

22 de maio de 2012

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.