Os cartões de crédito são uma das faces mais visíveis do excesso de endividamento em Portugal. Na realidade, existem mais cartões de crédito do que portugueses, o que acaba por ser um “desastre à espera de acontecer”. Apesar disso, quando bem utilizados, os cartões de crédito podem ser ótimas ferramentas de gestão de finanças pessoais, substituindo de forma muito eficiente o descoberto autorizado da conta ordenado. Neste artigo iremos falar-lhe do funcionamento do período de crédito grátis nos Cartões de Crédito.

O cartão de crédito dá-lhe entre 20 a 50 dias de crédito grátis

Como sabe, os cartões de crédito são cartões em tudo semelhantes aos vulgares cartões de débito mas têm associado um descoberto bancário. Na prática, os utilizadores dos cartões de crédito podem fazer as suas compras ao longo do mês e pagar tudo numa única data no futuro, data essa que pode ser 20 a 50 dias depois da compra realizada. Nesta modalidade, o valor das suas compras está limitado ao plafond disponível do cartão de crédito.

Se pretender fazer a gestão do seu dinheiro com recurso ao cartão de crédito, de modo a beneficiar das inúmeras vantagens do mesmo, tem de ser muito regrado e acompanhar com regularidade o extrato do cartão. Isto para evitar gastar mais dinheiro do que consegue suportar…

Como funciona o período de crédito grátis

A emissão do extrato da conta de cartão de crédito implica que esteja estabelecida contratualmente uma data para a contabilização do saldo em dívida. Nesta data irá ser emitido o valor a pagar, sendo disponibilizado um prazo de pagamento.

Imaginemos o caso em que a data para o apuramento do valor em dívida é o dia 1 de cada mês. Neste caso terá 20 dias para fazer o pagamento do valor em dívida (neste caso, até ao dia 21). Se tiver feito uma compra no dia 2, esta compra apenas será contabilizada no extrato enviado no mês seguinte. Logo, apenas dentro de 30 dias é emitido o extrato. Somando a estes 30 dias os 20 dias de prazo de pagamento, teremos os 50 dias de crédito gratuito.

O que acontece no final?

No final do dia de pagamento terá de efetuar o pagamento do valor em dívida. Nesta altura, pode decidir se quer pagar a totalidade do valor em dívida (situação em que não paga juros) ou se quer fracionar o pagamento. Tenha em atenção que nenhuma instituição financeira quer dar empréstimos sem juros. Assim, estas instituições irão procurar “tentá-lo” para fracionar o pagamento.

O fracionamento do pagamento do valor em dívida nos cartões de crédito poderá ter inúmeras modalidades. Por norma, terá um valor mínimo a pagar que rondará os 3%-5% do valor em dívida. Durante este período aplica-se a taxa máxima de juros praticada por lei, que chega perto dos 20%.

Muito cuidado!

Muitas pessoas optam pelo pagamento do valor mínimo dos cartões de crédito. Olham para esta possibilidade como algo muito cómodo e flexível, permitindo-lhes viver com maior desafogo financeiro ao longo do mês. Infelizmente, se fizer sempre o pagamento mínimo dos cartões de crédito terá a certeza que irá pagar aquela dívida durante muitos e largos anos… será o melhor amigo do seu banco. É isso que quer?

Como resolver o problema?

Para amortizar rapidamente as dívidas do seu cartão de crédito deverá olhar para todos os focos de poupança no dia-a-dia para libertar liquidez para amortizar a dívida. Pense sempre neste exercício como o melhor investimento que poderá fazer sempre. De seguida, poderá tentar falar com a instituição financeira de modo a transformar o cartão de crédito num crédito pessoal (onde pagará menos juros e garante que amortiza sempre uma parte do crédito todos os meses). Pode ainda consolidar esta dívida com outras dívidas que tenha entretanto.

Tenha especial utilização na utilização dos cartões de crédito. Se for uma pessoa regrada irá conseguir ter uma boa experiência com esta facilidade financeira.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.