"A candidatura financiada foi desenvolvida em copromoção, pelo CHCB e pela Glintt (empresa de software para logística hospitalar) e permitirá agilizar os processos de atualização da prescrição medicamentosa e deteção de erros", refere o centro hospitalar em nota de imprensa.

De acordo com a informação, o projeto também prevê a integração de "alertas de identificação de medicamentos potencialmente inapropriados para populações especiais, nomeadamente os doentes idosos, segundo critérios definidos cientificamente".

"A criação desta ferramenta contribuirá de uma forma global para aumentar os níveis de segurança na utilização dos medicamentos e para promover a comunicação entre profissionais de saúde", acrescenta.

O CHCB lembra ainda que "a Reconciliação Terapêutica é atualmente reconhecida como ferramenta fundamental para reduzir os erros de medicação no domicílio e na transição entre níveis de cuidados", consistindo na atualização constante da lista de medicamentos do doente, por comparação com a sua terapêutica crónica/anterior.

O CHCB integra os hospitais da Covilhã e Fundão, no distrito de Castelo Branco.

Veja isto: Quantas vezes devo ir ao médico?

Leia também: As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

Saiba mais: 17 sintomas de cancro que os portugueses ignoram

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.