O texto dos comunistas defendia o incremento de "meios humanos e materiais", enquanto o dos bloquistas referia a "contratação de profissionais em falta", tendo ambos merecido os votos favoráveis de todos os grupos parlamentares, à exceção do do PS.

Outras três resoluções, apresentadas por BE, CDS-PP e PSD, todas no sentido da libertação de verbas e outras diligências para a construção da ala pediátrica do Hospital de São João, no Porto, obtiveram a unanimidade no hemiciclo.

A falta de condições de atendimento e tratamento de crianças com doenças oncológicas foi denunciada recentemente por pais de crianças doentes que são atendidas em ambulatório e também na unidade do 'Joãozinho', para onde são encaminhadas quando têm de ser internadas no Centro Hospitalar de São João.

A ala pediátrica da unidade hospitalar portuense funciona em contentores desde 2011. Entretanto, o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, já afirmou que estimava que a nova ala pediátrica estaria concluída e pronta para acolher as crianças daqui a cerca de dois anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.